1362

O Monte das Oliveiras

16/03/2009



Subindo ao Monte das Oliveiras Jesus orou, suplicando ao Pai, luz para a humanidade.

Tendo nascido em meio a homens belicosos, e notando-lhes na alma o atraso espiritual, naquela hora, ligado aos páramos celestes, orou ao Pai para que tivesse Misericórdia da humanidade.

Viu descortinar-se a sua frente, o filme da vida em seus desdobramentos e compreendendo o alcance da Misericórdia do Pai, facultando entre os homens Sua Presença e Sua Mente, retornou ao mundo material, ainda mais determinada e convicto da necessidade de orientar-nos, quanto ao amor e ao perdão, quanto a efemeridade da vida na matéria, e sua importância para a renovação do espírito, e pregou.

Pregou, ardorosamente, impregnando de Amor Puro Suas Palavras. Naqueles instantes, do seu plexo solar e também do cardíaco fluíam nuvens volumosas de vibrações amorosas, que envolviam as pessoas presentes em "forças incompreensíveis".

Os "videntes" viam e maravilhavam-se; depois, comentavam as coisas extraordinárias que Ele fazia. Tinham Jesus como "mágico" e acreditavam ser Ele, o Filho Vivo de Deus. Para nós, em tudo, Jesus foi Amor. Por isso, Suas palavras ecoaram através dos tempos e perduram até os dias de hoje.

Quiséramos que tivessem sido traduzidas na íntegra, e muito mais conhecimentos, diretamente do Mestre, essa humanidade teria armazenado. Porém, alguns poucos homens, detentores do poder, interceptaram os "Registros Históricos", mas, não puderam interceptar-lhe a mensagem, nem as vibrações que Sua Verdade plantou em corações gratos, que a fizeram perpetuar.

Irmãos! As energias colocadas em movimento pelo Mestre Nazareno, ainda se encontram em curso. Poucos são os que delas se aproveitam pra caminhar na jornada terrena, porém, quando o fazem em sintonia com Sua Mensagem, grande proveito encontram.

Hoje, o Monte das Oliveiras está silencioso, já não se ouvem mais as Suas preces, mas das alturas do Monte da Luz, Ele vela por nós e Súplice pede ao Pai por Seus irmãos menores.

Liguemos, portanto, nossas mentes à d’Ele, entoando em conjunto a oração que Ele nos ensinou, para que, entre os homens reine a Paz.

Duras serão as provas, sem que, para isso, intensifiqueis ainda mais a pesada carga do fardo, da presente reencarnação.

Que Jesus vos abençoe.

Pedro (o Apóstolo)

GESH – 26/12/2008 – Vitória, ES – Brasil




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web