1524

Os piratas foram enganados

02/07/2009



Vidência:

Vi, no plano astral, uma embarcação diferente e esquisita navegando muito próximo à casa onde fazíamos a vigília. Concentrei-me melhor e vi que era um navio pirata. Os tripulantes, espíritos com forma de caveiras, eram em número de onze. Todos trajavam roupas de piratas e suas espadas estavam embainhadas na cintura. Sequiosos, procuravam por nós, na ânsia de lutarem conosco.

Contudo, vi nosso insigne Comandante Ashtar Sheram despistando-os, fazendo com que a casa em que nós estávamos flutuasse, mudando de posição. Assim, uma "outra casa" foi colocada em seu lugar.

Os onze piratas ficaram furiosos por não nos encontrar na "casa substituída" pelo Comandante Ashtar Sheram. Pude escutar um deles dizer:

– "Mas como pode isso? Tive a nítida certeza de os ter visto nesta casa! Agora, não consigo encontrá-los em nenhum lugar"...

Sem entender muito bem como se dá esse processo, captei alguns esclarecimentos do Comandante Ashtar Sheram:

– "Este foi o meio que encontramos para que nosso trabalho continue tranqüilo até o término e serviu, também, para confundir a mente dos nossos irmãos de baixa vibração. É um método que já utilizamos em outras viagens deste Grupo."

GESH – 09/05/2009 – Festival de Wesak – Praia Grande, ES – Brasil

Nota: Lembro-me, perfeitamente, de uma troca de ônibus que aconteceu numa viagem que fizemos de Vitória a São Paulo, em fevereiro de 1998, para participarmos do III Congresso Ramatis do Brasil, naquela cidade.

Os Trevosos perseguiam nosso ônibus, a fim de provocar um acidente. A Espiritualidade Superior plasmou outro ônibus na mira dos atacantes. Eles liquidaram o "falso ônibus", jogando-o numa ribanceira, enquanto o verdadeiro seguiu o seu trajeto. Chegamos sãos e salvos em Vitória.

Margarida




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web