1751

Todo ser humano ao desencarnar leva consigo tendências, fraquezas e vícios

23/02/2010



Irmãos,

A importância de divulgar pensamentos em sintonia com mente de quem os criou é muito maior do que podeis avaliar.

Existem hoje, hospedados nas dependências da Colônia Espiritual Servos de Jesus, no setor Hospital-Escola, incontáveis espíritos, que tiveram sua saúde comprometida pela ignorância da gravidade de seus atos, e responsabilidade imensa, das vidas que levaram.

Todo ser ao desencarnar, traz consigo tendências e fraquezas, que tem por obrigação enfrentar, desvendar e vencer. Mas a grande maioria entrega-se apenas aos seus instintos, buscando várias justificativas para segui-los. Justificativas não convencem a ninguém, além de si mesmo.

Nada mais justo, que após o desenlace da matéria (morte), esses espíritos se encontrem em difícil situação, pois tendo adiado o enfrentamento necessário, colocaram-se novamente em dificuldades, muitas vezes ainda maiores, diante de suas obrigações.

É o fígado desregulado pelo uso incontrolável de alimentos inadequados; são os pulmões endurecidos pela carga excessiva de toxinas aderidas; são os rins que falham na filtragem obrigatória dos líquidos corpóreos, e outros órgãos, que ressentidos, entram em processo de funcionamento indevido.

Em todos eles, porém, um traço comum reúne os irmãos: a mente flácida, pela falta de exercício imprescindível de autodomínio.

Retorna então à matéria (reencarna novamente), o candidato à felicidade, com o propósito de exercitar-se no enfrentamento dos seus vícios, buscando a libertação que já vem tarde.

Reunidos em "grupos de ajuda recíproca", tais espíritos ainda aprisionados às fraquezas mentais de baixa freqüência, levarão um tempo, até que possam vincular-se a um Orbe de Regeneração.

Contudo, aqueles cuja vontade já superou os vícios e entram em fase de reorganização mental e celular, esses já se encontram em condições, através do trabalho, de dominar sua rebeldia, entregando seu despertar embora tardio, ao serviço regenerador e bendito, em orbes mais avançados.

Irmãos, não meçais esforços para libertar-vos dos vícios; não temais vosso destino diante deles: enfrentai-os, buscando fundo na alma, as raízes que os prendem a vós e arrancando-as, dareis inicio à recuperação de vossos perispíritos.

Pensamentos, sentimentos e atitudes compõem os ingredientes que, uma vez misturados entre si resultam em conseqüências, que não sois capazes de avaliar ainda; portanto, não vos deixeis desanimar pela suposição de estar longe da libertação, nem tão pouco vos vanglorieis, por vos julgardes acima dos outros porque estais libertos dos vícios.

Lembrai-vos de que, dentre eles há os mais visíveis e os invisíveis, mas, invariavelmente, sois todos espíritos, vivendo estágio espiritual de fortalecimento e desenvolvimento da mente, que deveis iniciar seu processo de autonomia pelo autocontrole, enfretamento e superação de si mesmos.

Paz a todos.

 

João Batista

GESJ - 09/06/2009 - Reunião Pública - Vitória, ES - Brasil




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web