1905

Visitou-nos um Intraterrestre cientista, habitante de Stelta (2ª Parte)

08/07/2010

      A+ A-


Intraterreno – Sou um Ser dedicado a natureza. Com ela trabalho e convivo diariamente, aprendendo as grandes lições que esses seres possuem e nos ensinam. O tamanho da Misericórdia do Pai, da grandeza da Sua Criação, da plenitude da Sua Sabedoria, pouco ainda conhecemos! Das forças intrínsecas da Natureza; do ar, da terra e da água, de cada ser que em cada célula trás componentes energéticos extraordinários, cuja potência pode ser amplificada em diversas e diferentes direções, que sequer podemos imaginar em sua complexidade. Da mais ínfima criatura ao ser mais complexo em sua organização, tudo respira Sabedoria na Obra de Deus, e a Ele devemos a Reverência, o Amor profundo e a Adoração. Trabalhadores incondicionais do amor de Deus nos despedimos de todos vós.

Margarida – O Irmão poderia aguardar um instantinho?

Intra – Pois não.

Margarida – O Irmão sabe que nós temos uma Casa lá em Vitória. Na Grande Vitória onde fica o Abrigo Servos de Jesus (ASJ). Não é a sede. O Abrigo que nós construímos e que hoje só está abrigando no plano espiritual. No plano físico temos aulinhas aos sábados e uma reunião mediúnica e palestras nos outros dias da semana. Recebemos a orientação de prepararmos, o que for possível, para socorrer as pessoas atingidas pelas catástrofes que estão acontecendo na superfície da Terra. O que eu quero dizer é o seguinte: nós vamos preparar algumas tinturas em uma grande quantidade, mas de poucas plantas. Gostaríamos que o Irmão, que é cientista e diante de tudo o que nos falou a respeito da "Natureza", que conhece o poder e a força que as plantas possuem, quando estivermos com o trabalho pronto, caso o Irmão possa, gostaríamos que fizesse uma visita ao ASJ. Existe ali um "Portal Dimensional" que dá acesso para Stelta, desse modo, o Irmão completaria nossas tinturas com "algo mais", que ajudaria as pessoas que chegassem feridas, doentes, cansadas, a se recuperarem mais depressa.

Creio que elas vão ser conduzidas, logo após, para Cidades Intraterrenas.

Ainda não começamos porque vamos providenciar as plantas medicinais adequadas às nossas necessidades.

Natrim – Não há diferença entre o que se passa no mundo físico e no mundo espiritual; vossa Casa, a que se refere, demorou muito para erguer-se devido aos constantes ataques das Forças Trevosas e que nós chamamos de Forças Negras. Da mesma forma, a construção do "túnel de passagem" para aqueles que serão trazidos até nós, sofre intensos ataques constantemente. Estamos revestindo-o com materiais especiais, específicos, para que no transporte dos seres, os ataques não levem prejuízo aos socorridos, aos resgatados.

Sabemos como lidar com a situação, entretanto, estaremos conduzindo seres diferentes de nós, em outras faixas vibratórias; então, precisamos nos adequar ao trabalho, revestindo-o de maneira a proteger aqueles que serão transportados por esses túneis. Assim estamos trabalhando no momento já tendo cumprido metade do percurso, pois extraímos da natureza ainda densa, os princípios de que necessitamos, para efeito de proteção dos habitantes da superfície.

Quanto mais próximo o trabalho do plano físico, mais necessário que os procedimentos sejam ajustados às técnicas desenvolvidas no plano físico. Assim também será, com o trabalho que estais planejando realizar. A extração dos princípios que serão utilizados na produção dos remédios necessita do cuidado para que possa representar com fidelidade, aquele elemento que a Natureza dispõe para vosso uso.

Uma vez acertado o ponto de cada produto, então nós o potencializaremos para que o seu efeito seja o mais ligeiro, eficaz e profundo em sua aplicação aos necessitados.

Margarida – É isso o que nós estamos pedindo.

Natrim

(Um Intraterreno)

GESH – 24/04/2010 – Vigília Aracê – Pedra Azul, ES – Brasil




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web