129

Perdoai a Vós Mesmos

08/01/2001



Cada alma existente nos universos em manifestação é qual semente promissora que tem como inexorável destino brotar e florescer dando frutos de amor.

No entanto, na longa caminhada que representa sua ascese evolucionária, a alma não prescinde de determinação e coragem, de perseverança e confiança, da fé e harmonia; porém, cada uma dessas qualidades para ser alcançada tem como pressuposto a experiência viva.

Às almas tudo é dado, todavia, cada uma por si deve buscar sua maturidade e elevação.

Dentro do tempo incomensurável do Cosmos, ciclos se abrem e se fecham, numa sucessão infinita de oportunidades.

Não há julgamentos. Não existe o bem ou o mal. E cada degrau conquistado torna mais amplo o horizonte do caminheiro.

Libertai-vos dos grilhões das ilusões que vos acorrentam. Perdoai a vós mesmos e segui.

Sois instrumentos numa orquestra que executa uma sinfonia perpétua.

Cada movimento é um ciclo de aprendizado, que de forma cadenciada vos expande a consciência.

Esforçai-vos por perceber que o real Amor em nada se assemelha a apegos emocionais, pois é livre e liberta, não tem limites, é inclusivo e perene.

Ofertai-vos em tudo que tendes, sejam vossas qualidades ou limitações, e recebei o Amor que o Alto vos doa.

Amon, em 11/02/00
GESH, Vitória (ES), Brasil




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web