240

A Ampulheta da Terra

24/02/2003



Primeiro, vejo uma ampulheta, negra e muito grande e com pouca areia na parte superior.

Depois, vejo um caminhão com dois mísseis nucleares num local pedregoso, árido, que capota. A ogivas ficam com uma parte enterrada em uma fenda que tem no local. De dentro da Terra, parte uma energia, como uma faísca elétrica, que envolve as ogivas, desativando-as.

Não vejo nem ouço nada durante algum tempo. Depois, começo a ver seres intras dourados, brilhando muito. Em seguida, das regiões abismais, ou abaixo delas, surge um grito aterrorizante do "monstro aprisionado". Usando seus avançados conhecimentos, os intras dourados reprimem o grito, invertem o pólo de negativo para positivo e o mandam de volta para a besta acorrentada.

Capto as seguintes palavras:

"O poder oculto do Mal pensa que domina a Terra. Engana-se. Vive porque o Pai permite, pois um dia, inevitavelmente, terá que retornar à Casa do Pai, percorrendo todo o caminho de volta".

Um intraterrestre, em 07/12/2002
GESH, Vitória (ES), Brasil




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web