3265

Tesouros de Amor

20/09/2014



Irmãos, que a Paz e o Amor vibrem entre nós!

É lamentável que a humanidade, absorta em seus delírios materialistas, não observe os Tesouros de Amor que o Criador oferta, dedicados à sua evolução.

Julgando-se fortes, os dominadores, categoria de espíritos altamente endividados com a Contabilidade Divina, persistem em suas práticas indignas da condição de espíritos em ascese angélica, e deitam seu braço forte sobre a inocência dos filhos da Terra, que se dispuseram a compor o povo que constituiu a Nação Brasileira.

Nossos irmãos índios merecem e precisam de muita proteção, e de mãos amigas que se estendam em sua direção. Necessitam de vozes altivas que anunciem sua importância no seio da humanidade, e da compaixão de todos para que tenham garantidas as condições mínimas para sua subsistência, como povo ligado às Forças da Natureza.

Forçar sua civilização nos moldes da decadente civilização dos "não índios", é atestar o atraso moral dos que ainda não compreenderam a mensagem de Amor do Mestre Jesus.

Conclamamos todos a voltarem seus olhos para as Nações Indígenas instaladas em território brasileiro, e unirem-se em preces, pois esses irmãos encontram-se ameaçados de extinção pelas forças sombrias atuantes no orbe, cujos prepostos encontram-se enraizados também, no território brasileiro.

Destinado a ser Celeiro do Mundo e Pátria do Evangelho, o Brasil necessita conservar a pureza da terra para cultivar o alimento do corpo, e a do coração onde se cultivam os valores que nutrem a alma.

Da Cidade Luz e Amor partem vibrações de Paz e ideias de renovação, que podem possibilitar a superação do momento de dores e ameaças. Sugerimos que sintonizem suas preces conosco para haurirem as energias renovadoras e restauradoras do psiquismo coletivo da população brasileira.

Paz e bondade entre os homens.

Shannyn

GESH – 14/06/2014 – Vigília Abrigo Servos de Jesus – Vila Velha, ES – Brasil

Vidência – Vi índios do Brasil todo, como se eu fizesse um sobrevoo pelo território brasileiro, finalizando na Amazônia. Em seguida vi um político brasileiro, que estava de pé bem à minha frente e se transformava em uma serpente enorme e dirigia-se para uma aldeia indígena na Amazônia. La chegando, de seu ventre saíram outras serpentes semelhantes a ela e cada uma se dirigia para uma aldeia das proximidades.

Na medida em que as serpentes avançavam, iam se transformando em homens com intenções negativas, carregavam frascos com substâncias contaminadas e pretendiam disseminá-las entre os índios, seguindo ordens superiores.

Intraterrenos e Shannyn fizeram contato com pajés das aldeias alvo, explicaram alegoricamente a ameaça, e ensinaram remédios da floresta para combater os males que os índios ainda não conhecem.

Os pajés, mansos e obedientes aprendem atentos e agradecem ao Pai a proteção contra o espírito da serpente.




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web