3623

Margarida e o Comandante Setun Shenar, Vice do Comando Ashtar Sheran

22/11/2016

      A+ A-


Era final de 1997. Resolvi visitar Salvador-BA e, de lá, dar uma esticadinha até a Chapada Diamantina, que ainda não conhecia.

Seria um passeio ecológico, a fim de reabastecer as energias, pois estava administrando a construção do Abrigo Servos de Jesus (ASJ), desde fevereiro do ano anterior, e a obra mal havia terminado.

Levei comigo uma companheira médium, na esperança de receber alguma mensagem. Entretanto, sequer imaginava que o Pai Amoroso nos reservava grandes revelações, tais como: a existência de uma Cidade Intraterrena naquela região, que, tempos depois, soubemos chamar-se Okay; os "Três Dias de Escuridão" que a Terra enfrentará; algumas informações sobre a "3ª revelação de Fátima" e as dádivas do generoso Irmão das Estrelas, o Comandante Setum Shenar, Vice do Comando Ashtar, gentileza que me emociona até hoje, sempre que me recordo daquele crepúsculo de primavera, no topo do Morro de Pai Inácio, mais ou menos às 18h30, na primeira quinzena do mês de outubro de 1997.

Passados alguns anos, foi que compreendi o significado dos três presentes: o papiro, a chave e a pedra preciosa.

O papiro representava nossos modestos livrinhos, calcados todos em revelações;

A chave significava a abertura para a humanidade das informações e revelações pela porta da Internet, que são as mensagens semanais, as divulgações trimestrais e os poucos livros já publicados.

Finalmente, o cristal rosa de quartzo, espécie de amuleto que me protege, também, nas lutas no Astral Inferior e nas Regiões Abismais.

Todavia, o que mais me impressionou em relação ao Comandante Setum Shenar foi a revelação que recebemos dele numa segunda viagem à Chapada Diamantina, em outubro do ano seguinte.

Num lugarejo bem rústico, chamado Xique-Xique do Igatu, após a recitação do Mantra da 0h, numa pousada bem pobrezinha (e "bota" pobrezinha nisso), no sertão baiano, o que nos foi revelado foi de arrepiar: tomamos conhecimento da existência de Forças das Trevas e que os Reptilianos representam uma delas, algo que não sabíamos.

O assunto era, e continua sendo, tão sério e perigoso que o Comandante pediu-nos silêncio por uns tempos, até segunda ordem. E assim fizemos, até que ele nos deu sinal verde.

As duas primeiras mensagens, (...) elucidam bastante sobre as Confrarias desses irmãos das Trevas. Lendo com atenção o livro, percebemos claramente que o Irmão Setum Shenar é um "expert" na movimentada vida dos Reptilianos.  

E, para encerrar, afirmamos que muita gente no Brasil, e no Mundo, "ama e adora" esses Seres Diabólicos, enquadrando-se naquele velho ditado: "O pior cego é aquele que não quer enxergar".

 

 

Margarida

(1923 – 2014)

GESJ – Fevereiro de 2010

Nota: Mensagem retirada do livro Comandante Setun Shenar




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web