3714

O Amor que a tudo vence

09/10/2017



Irmãos amados! Eis que venho arregimentar o Exército que deverá confrontar as Forças das Trevas que intentam contra a humanidade.

O tempo das experiências libertadoras chega ao fim, trazendo como última oportunidade o renascer das consciências para um outro mundo, para uma nova realidade.

Bem sabeis que a dor e o sofrimento serão os precursores das transformações necessárias a serem operadas na condição humana.

Não é nossa, a escolha do vosso sofrimento, mas é a vossa colheita da larga semeadura que realizastes contra as Leis de Deus.

Agindo firmes e determinados, os Trabalhadores do Bem, Seareiros da Luz, envolvem a todos os habitantes deste planeta, inspirando-lhes e intuindo-lhes as ações acertadas para essa hora.

Indistintamente, todos os filhos de Deus recebem d’Ele um presente de Luz capaz de guia-los para fora do nevoeiro denso que se abate sobre a humanidade terrena.

Uma vez mais - e em definitivo - sereis provados, e o apelo que vos fazemos é para que em vossos corações conserveis o amor que a tudo vence, sendo a arma perfeita para ser utilizada ante das feras hediondas que avançam sobre vós.

Perdoando aqueles que vos feriram, encontrareis a imunidade contra as feridas do presente.

Não vos deixeis abalar pelas estrondosas modificações que a crosta terrestre passará; são "forças da natureza" reagindo às enormes cargas de energias deletérias acumuladas e deflagradas por vós contra a estabilidade de sua composição psicofísica.

Não é maior do que o Amor de Deus, a força da natureza que Ele criou; e junto a vós, esse amor preservará os puros de coração, os mansos e os dedicados ao bem.

Que a paz, este estado inenarrável de angelitude, possa habitar a vossa intimidade humana, convidando-os ao salto evolutivo em direção da condição angélica que vossos espíritos almejam, conforme determina a lei Maior.

E quando o recrudescimento das dores despertar em vós o desânimo, a aflição e o desespero, lembrai-vos de aguentar a vossa cruz como Eu suportei o peso do madeiro infame, sem supor haver sido abandonado pelo Pai.

Ainda que os homens bradem a revolta de seus corações contra o Criador, que não se turbem vossas almas e testemunhem a presença excelsa d’Aquele que vos guia com amor infinito, deixando sobre a Terra o registro de que Nossa passagem por entre os seres humanos representou a Força do Amor de Deus transformando suas vidas.

E, ao final do período destinado à limpeza e ao saneamento do Planeta Escola, estaremos reunidos novamente, para nos confraternizarmos pela vitória alcançada.

Que a paz esteja conosco.

 

Mestre Jesus Sananda

GESH – 17/05/2014 – Vitória, ES – Brasil

 

Nota: Mensagem retirada da Divulgação 73




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web