3753

Sem amor, nada seremos

01/04/2018



Mesmo que eu fale a língua dos anjos.

Mesmo que eu fale a língua dos homens, sem amor eu nada serei.

Pois o amor não acusa, mas compreende.

O amor não condena, mas perdoa.

O amor é manso, benevolente, fraterno, apaziguador e companheiro.

Assim é que devemos ser, nós que somos seguidores, admiradores e discípulos do Mestre Jesus. Porque quem bebe da água fecunda e infinita de paz e harmonia que sempre brota do Evangelho, sacia a sua sede de paz e de união entre verdadeiros cristãos.

Fazei o máximo esforço para compreender o vosso próximo em suas questões, quaisquer que sejam elas, e não tenteis ser o exemplo da perfeição que ainda não alcançastes.

Ao perceberdes o olhar do irmão que pede compreensão, entendereis que também sois carentes da percepção das vossas imperfeições.

Paz e harmonia.

 

Paulo de Tarso

GESH – 03/03/2018 – Vitória, ES – Brasil




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web