3766

Salve Terra amiga!

14/06/2018

      A+ A-


Oh Terra! Mãe querida,

que em Teu seio me alimentastes,

em Teu regaço envolvestes meu corpo,

para em Teu solo peregrinar e progredir.

 

Hoje veto do Teu solo,

as dores que a feriram de morte,

que aos poucos ferve para um rompante,

nos estertores das dores, renascer bela e pura,

para novamente abrigardes,

não mais as feras a desferirem golpes e saquearem Suas forças,

mas sim, Amiga a abrigar um novo povo,

que saberá amar, cuidar e agradecer Sua generosidade,

 no alimento e manutenção da vida.

 

Por vários mundos percorri,

mas aqui aprendi a reverenciar a Divina Criação.

E Terra, querida mãe, em meio a tantos acertos e desacertos,

me sustentastes até o fim,

e por isso forjado nas forças da Sua energia sublime,

minhas células estão impregnadas do Seu éter,

e por mais mundos que percorra,

Sua imagem, a carregarei comigo,

pois Sua lembrança está na memória do meu corpo.

 

Salve Terra amiga!

Mãe e professora, até breve!

Agora revestida de nova luz,

que no universo não mais receberá os lamentos dos que sofrem,

mas hosanas dos que agradecem a Sua presença.

 

Divino Pai, a Ti sou grato por poder fazer parte da história a Joia Azul!

 

Eça de Queiroz

GESH – 01/10/2016 – Vitória, ES – Brasil




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web