3800

Amor e Luz!

21/10/2018



Irmãos queridos, nesta noite unamos em prece ao Pai Creador para que este estudo seja realizado sob a luz de Seu Divino Amor.

Pai querido, Pai amado, pedimos Vossas bênçãos em especial nesta hora em que as mentes dos que aqui se reúnem sejam tocadas e que eles possam absorver as informações que vão receber.

Pai, que possamos ser instrumentos de Vossa Paz e de Vosso Amor hoje e sempre.

Eu, Natan, fui indicado para vos instruir nesta noite e o tema é Civilizações Intraterrenas.

 – Em primeiro lugar, vamos definir o que seja Intraterrestre.

Intra – Significa Interior.

Terrestre – habitantes do planeta Terra.

– Quem são?

São povos em diferentes graus de evolução como os terrestres, com a diferença de que não se misturam: seres avançados vivem em cidades avançadas, seres em estado evolutivo e seres primários, cada um em seu habitat, compatível com sua vibração.

– O que significa ser avançado?

São os que hoje se encontram num grau de evolução – moral, espiritual e científico mais desenvolvido, com plena consciência da existência de Deus, conhecedores das Leis Divinas, mas, principalmente, as respeitam em primeiro lugar. Não usam de seu livre arbítrio para transgredir ou agredir estas leis.

– E seres em estado evolutivo?

São aqueles que, conhecedores das Leis, não as praticam em sua integridade, conhecem, sabem, mas ainda usam seu livre arbítrio de forma que se satisfaçam. Respeitam as leis de acordo com suas conveniências e ainda estão sujeitos a participar das rodas cármicas. Seu desenvolvimento científico é de nível mediano, a fim de que não se comprometa o seu futuro.

– Seres Primitivos Intraterrestres, como são?

Muitos desses seres, bastante primários, desconhecem por completo as Leis Divinas e agem como autônomos, suas necessidades são muito primitivas e ligadas à matéria para defender seu espaço ou suas propriedades. Não hesitam em agir de forma agressiva, cruel, pois neles a necessidade de poder é muito maior que a necessidade de amor. Alguns ainda tem forma animalesca, outros um pouco diferentes, mas na essência a vontade impera ante o senso probo de respeito e amor.

– Como se chega a estas civilizações?

Os portais de acesso a estes locais são camuflados quando estão na superfície terrestre, como grutas, crateras, cavidades vulcânicas, montanha, campina ou pequeno monte em determinadas regiões. Muitas entradas se encontram no fundo dos oceanos.

– Há interligação entre estas civilizações?

Em alguns pontos sim, mas em sua maioria guardam independência.

– É permitido acesso e trânsito, ou seja, livre acesso entre as civilizações?

Sim, quando estas estão no mesmo nível evolutivo. Aos povos mais adiantados é permitido intercâmbio com as civilizações em estado evolutivo mais baixo até aos primatas, porém a estes é vedada sua migração para civilização mais evoluída pois, como é sabido, a evolução do ser não dá salto. Àquele que atinge o cume da montanha compete guiar, orientar e se preciso, descer até onde necessite o que busca a Luz com sinceridade e pureza de coração. Mesmo no campo científico o progresso dos mundos incivilizados se dá pela "infiltração de seres evoluídos" que escolheram como missão ajudá-los.

– Qual a necessidade da divulgação da existência destas civilizações?

A Terra, de acordo com sua Programação Divina, fecha um ciclo de 2160 anos e também paralelo a este, um muito maior, pois não é só do planeta Terra e sim de todo o Sistema Solar, Galáctico, onde junto com a Terra todos completam esse ciclo de 26000 anos. Representa para a Terra a passagem da terceira para a quarta dimensão, mas é sucessiva esta passagem, pois para alguns planetas representa da quarta para a quinta, outros da quinta para a sexta, sexta para a sétima e assim sucessivamente.

– Mas então diga qual a necessidade de divulgação, de se tornarem conhecidos pelos habitantes da Superfície Terrestre?

O RESGATE.

Tudo que falei anteriormente, ou seja, a transição planetária traz em si muitos abalos de ordem física, moral e espiritual aos que estão envolvidos nela. Completo desnorteamento climático, erupções vulcânicas, terremotos, abalos sísmicos de grandes proporções. Seria como se preparar para uma mudança onde se retira tudo do lugar, faz-se a seleção, prioriza-se as necessidades; em seguida, varre, sacode poeira, pulveriza, aspira, lava, seca, encera e depois quando tudo está limpo e preparado, vá-se devagarinho, reorganizando, estruturando, até que tudo volte à normalidade, mais calma, mais sutil, mais feliz.

– Qual o papel dos Intraterrestres nesse contexto?

O de Guardiões das boas sementes, guardando aqueles que passarem pela seleção ou seja o trigo, prepará-lo para quando retornarem a casa fértil, todos, sem exceção, cumpram, desempenhem o seu papel.

– Ainda temos muitas perguntas.

Não se preocupem, voltaremos e tenham a certeza que ao longo destas palestras serão esclarecidos.

Agradecemos a Deus nosso Pai a dádiva deste encontro que nos permitiu avançar em nossa tarefa e que frutifique a semente plantada aqui hoje.

Muito obrigado a todos.

 

 

Natan

(Um Intraterrestre)
GESJ – Jacaraipe/ES – 14/01/1999

O Mentor do Grupo é Ramatis

 

Nota: Mensagem retirada da Divulgação 19




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web