3827

PRECONCEITO E DISCRIMINAÇÃO - Ninguém é Melhor do que ninguém

24/02/2019



Salve! Salve!

Para unificar precisa muito trabalho.

Chamar os espíritas, e de mãos dadas, trabalhar, mas trabalhar melhor.

Preconceitos atrapalham. Ninguém é melhor do que ninguém. Somos todos irmãos. Aceitem-nos, só queremos trabalhar e recuperar o tempo perdido na ignorância.

Podemos ajudar, temos habilidades e outros conhecimentos. Sabemos utilizar as forças etéricas da Natureza.

Antes usávamos os conhecimentos das Forças da Natureza para o mal, agora queremos usar esse conhecimento para o Bem, mas vocês precisam deixar, nos dar chance, ajudar para nós é caridade porque poderemos resgatar as dívidas que contraímos auxiliando a quem precisa.

(Obs.: e nós acrescentamos: ajudando é que somos ajudados.)

 

Exu Mirim 

Congresso, Centro de Convenções, Vitória/ES, Brasil, em 30/09/2001

 

Nota: Exu Mirim – Espírito trabalhador de terreiro que se apresenta com forma de criança. São rebeldes, desobedientes e voluntariosos. Não querem ser evangelizados. Esse que se manifestou já quer mudar o rumo de sua vida.
 

ELUCIDAÇÕES

Sei que a mensagem acima vai causar muita polêmica, mexer com a cabeça de muita gente, todavia é uma realidade espiritual ainda desconhecida por muitos.

Desde criança, a partir dos 13 anos assistia sessões espíritas cardecistas em Salvador/BA. Compreendi logo cedo o processo de incorporação e doutrinação e a diferença de personalidade dos espíritos em variados graus de vibração espiritual.

Ao longo dos meus 78 anos (Margarida desencarnou em 2014,com 91 anos) já dialoguei com muitos espíritos de exus e pombagiras sendo que alguns, de tão deformados e enraizados no mal, não conseguiam sentar em cadeira e nem falar o português, contudo, nos compreendíamos muito bem, pois nesses momentos, da minha mente e coração partem verdadeiras duchas de amor, compreensão, carinho e compaixão por esses irmãos sofredores e infelizes. Assim vem acontecendo com espíritos de indígenas revoltados e odientos, com negros ex-escravos que morreram de maus tratos, mutilados, de fome e torturas horríveis. Passei por verdadeira iniciação nessa área.

Todos que passaram por nós foram bondosamente socorridos e após o dialogo encaminhados devidamente para instituição espiritual adequada ao seu tratamento e posterior recuperação da sua antiga forma e sanidade mental. Atualmente são nossos companheiros fiéis, dedicados e incansáveis trabalhadores de última hora como carinhosamente os denominamos. Dão tudo de si para se redimirem, executando com lisura e boa vontade as tarefas que lhes são confiadas na Grande Seara do Senhor Jesus.

Lembrem-se, eles são gente como nós, e como é gratificante essa prática de caridade anônima.

Não se esqueçam, meus queridos irmãos espíritas que têm medo ou preconceito de receberem esses seres humanos em suas casas de caridade, das palavras d`Aquele que foi o mais amoroso, compassivo e caridoso Ser que viveu na face da Terra: "Os doentes são os que precisam de remédio".

Esses pobres coitados são enfermos da alma, nossos irmãos, filhos de Deus como nós e para isso existem os Centros Espíritas para prestarem esse serviço, inclusive aos dois planos da vida.

Será que estão trabalhando dentro dos postulados que tanto defendem: "a pureza original da doutrina"? Kardec disse: "Fora da Caridade não há salvação".

Ao meu ver a única instituição de caridade que pode e deve prestar esse tipo de serviço espiritual é o Centro Espírita Doutrinário. Aposto que se Kardec no momento, aqui no Brasil (mistura de três raças: branca, negra e indígena) dirigisse uma Casa Espírita, homem inteligente e pesquisador profundo como o foi, deixaria qualquer tipo de espírito incorporar, por caridade e aquisição de mais conhecimento sobre o assunto.

É isso que nós fazemos.

Margarida

 

Nota: Mensagem retirada da Divulgação 30




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web