3855

A humanidade é responsável pelo lugar onde vive

31/05/2019



Salve, a paz do Mestre Jesus!

Salve, a criação Divina!

Irmãos, em todas as fases da construção do mundo, o uso consciente dos recursos da natureza e a preservação do meio ambiente são normas estabelecidas para que a centelha progrida durante a aprendizagem necessária à sua evolução espiritual.

No entanto, a fase mais difícil e conturbada na senda evolutiva é a fase hominal, pois leva longo tempo até que o homem controle os impulsos da animalidade e da brutalidade implícita existente nos seres primitivos e adquira a consciência espiritual de respeito e manutenção do lugar onde vive.

Porém, era esperado que o homem, quando dominasse o intelecto e adentrasse nos estudos dos mistérios universais, já estivesse de posse do controle essencial para a conservação da casa planetária.

O que vemos é que, quanto mais avança a programação planetária para que a Terra adentre em um novo período evolutivo, mais atrasada moralmente e espiritualmente está a maioria da humanidade.

E, com isso, não poderíamos deixar de perceber que a agressão e a destruição não trazem qualquer progresso material ou espiritual para as sociedades. A destruição ocorre somente para o acúmulo de bens terrenos e conquistas para impor o poder sobre o mais fraco. Com essas atitudes, o carma coletivo vai, paulatinamente, sendo absorvido por toda a humanidade, na medida da sua responsabilidade.

Os homens ignoram os reinos da natureza que estão ao alcance dos olhos materiais e os destroem conscientemente. O mal maior é causado ao reino invisível aos olhos humanos, o Elemental, porque já sentindo bruxuleios de emoção na fase primeva da sua existência, os Elementais sofrem e choram sem entenderem o porquê de seres tão evoluídos aos seus olhos destruírem sua morada, a ponto de feri-los cruelmente.

Contudo, nós que cuidamos da preservação do reino Elemental para que o livre arbítrio dos homens não interrompa o curso do seu progresso, também analisamos todas as ações dos encarnados e desencarnados que ficam arquivadas nos registros Akáshicos individuais e coletivos do planeta, tanto relacionados à destruição como registros referentes à proteção e ao cuidado que tiveram com o ambiente em que estão inseridos e também com a realidade das suas vidas.

Os seres humanos precisam entender que, não sendo proprietários do mundo que habitam, suas ações implicam em responsabilidade com suas vidas presentes e futuras, posto que tudo será creditado em suas programações e será analisado pelos supervisores das encarnações, de modo que toda ação, boa ou má, implicará em um acréscimo ou decréscimo de carma na mesma proporção.

Que a Luz Divina consiga penetrar nas mentes humanas para que advenha um futuro de paz em suas vidas.

 

Um Deva responsável pelos Elementais

GESJ – 15/01/2019 – Reunião Pública – Vitória, ES – Brasil




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web