3862

Esclarecimentos sobre o trabalho voluntário

06/07/2019



Salve, Jesus!

Luiz Sérgio entre vós, irmãs!

Irei falar um pouco sobre o que os irmãos recomendaram acerca do trabalho voluntário.

É difícil para vós, do plano físico, reunir grupos voluntários. Então, imaginai como é difícil no plano astral, onde o trabalho, em esforço e volume são triplicados, onde não há salário e nem barreiras de pensamentos.

Logo que cheguei ao mundo astral, eu dei trabalho. Os livros não contam, mas ninguém chega como eu cheguei e, rapidamente, se recupera, alcançando o equilíbrio que eu apresento nos livros.

 Hoje, busco trabalho. Com o tempo, fui estudando, adquirindo conhecimento e admirando cada vez mais as pessoas que dedicaram um minuto do seu tempo para me dar um copo d'água, trocar minha roupa de cama, ministrar minha medicação, conversar comigo.

Esses que ajudaram - e ajudam - por amor, até hoje, são grandes aos meus olhos, pois fazem aquilo que o Mestre Jesus recomendou: ajudar, sem olhar a quem.

Quando se começa a quantificar e a qualificar a ajuda que é prestada ao próximo, melhor então será colocar-lhe um preço, porque o trabalho passa de voluntário para remunerado.

Equivocam-se todos aqueles que pensam que, por estarem dentro de uma casa de espírita, quando adentrarem no mundo espiritual, aquilo que foi falado para o irmão carente desencarnado, automaticamente será a sua realidade. Não será bem assim. Para alguns, será muito duro olhar para si e ver na prática a lei da atração, a lei da afinidade. Verão que, da mesma forma que se recusavam a ajudar na matéria, poderão encontrar, no plano astral, aqueles que lhes negarão ajuda. Desse modo, eles estarão, por força magnética, mesmo que dentro da Cidade Servos de Jesus, junto a grupos que se comportam como eles.

Então, irão se perguntar:

Cadê os instrutores?

Cadê aquilo tudo que eu falava que seria oferecido aos irmãos carentes?

Para que tudo isso aconteça no plano astral, os irmãos precisam se modificar no plano físico.

Se, quando na matéria, a família era um empecilho para ajudar, no plano astral ela continuará sendo empecilho para que se voluntarie ao trabalho, porque irresistivelmente sua mente será atraída para a família e se encontrará entre os seus. Se o motivo era problema físico, o problema físico continuará. Se o problema era o colega de equipe que atrapalhava, ele encontrará alguém com as mesmas características.

Qual é a dificuldade do confrade espírita? Eu digo espírita, porque o lema da doutrina é, “fora da caridade não há salvação”, e estou me referindo aos trabalhos voluntários ante a doutrina espírita.

Porque é difícil entender, quando Jesus diz: “assim na Terra como no Céu”?

Então, aquele que se esforça para participar e ajudar continuará do mesmo modo no mundo astral. Só que a graduação deste, em relação aos demais, aparecerá, pois não há como reduzir o brilho de uma pessoa que se entrega ao trabalho por amor.

Se poucos ajudam, e isso no mundo astral também é uma realidade, é porque o “Céu” não é para todos. Então, vemos muitos irmãos no plano material, tendo todas as oportunidades a sua frente, faltando apenas dar um passo para libertar-se deste mundo de expiação e provas. E, às vezes, por coisas pequenas, perde-se essa oportunidade.

Não penseis que somente perdem a oportunidade de ascender aqueles que roubam, matam, traem e se corrompem.  Às vezes, também perdem a oportunidade aqueles que não se doam, que não participam, que não trabalham por amor. Nessa situação, novamente deverão enfrentar essa mesma realidade em planeta de expiações e provas, por poderem ter feito mais e não o fizeram.

Assim sendo, aconselhamos todos vós, enquanto estiverdes encarnados: aproveitai todas as oportunidades que surgirem para ajudar, porque o amanhã pode estar mais próximo do que pensais. E ao adentrardes o plano astral, podereis vos deparar com a triste realidade de não serdes tudo aquilo que julgáveis ser.

Vim falar sobre o trabalho voluntário, porque no mundo astral os trabalhos se movimentam por meio do voluntariado. Na matéria, ainda é uma opção, mas no plano em que estou, é uma necessidade e não haverá mais espíritos de Alta Hierarquia, Mestres, Mentores e Instrutores para alertar-vos, pois a realidade estará diante de vossos olhos.

No plano físico, todos vós tendes ainda a oportunidade de serdes tutelados por esses seres maravilhosos; no plano astral ocorre a emancipação das almas e sereis vós, com vossas consciências.

E cada vez mais sereis chamados e haverá cada vez menos trabalhadores dispostos para muito trabalho.

Que a Luz do Mestre Jesus esteja entre vós!

Buscai na oração a melhor conduta, aprendei com as lições daqueles que já passaram pelo que estais passando e vereis que não será difícil fazer a escolha.

 

Luiz Sérgio

GESH – 10/05/2019 – Vitória, ES – Brasil




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web