3902

Espíritas instruí-vos, mas também amai-vos, como o Cristo nos ama

14/12/2019

      A+ A-


Da mesma Fonte Geradora da Vida retiramos as Energias que nos sustentam.

O Criador emana de Si Energia-Luz, que sustenta a vida em todas as formas

Fonte Inesgotável de Amor, une todos os seres como irmãos, tendo todos origem única: o Criador Incriado.

Todas as Centelhas de Luz geradas pelo Criador Incriado, percorrem as mesmas fases de evolução. Despertado o raciocínio, torna-se Centelha Humana; e então, é ativado o livre arbítrio, tomando a si a responsabilidade pela própria evolução.

Muitos irmãos escolhem estacionar em estágios primários, instintivos, inferiores, em planos densos, por não conseguirem dominar, e purificar, os instintos animalizados, lançando-se por milênios no atraso espiritual.

A rebeldia da criatura impõe a si mesma habitar zonas de expurgo, e sofrimento, prolongando em si o mal transitório, permanecendo jungida a planetas atrasados.

Mas os universos são dinâmicos, e evoluem automaticamente, dirigidos pelas Leis Criadoras; e a criatura estacionária da rebeldia, não alcançando o nível de vibração compatível ao alcançado pelo   planeta que habita, não poderá ser violada em sua escolha, não podendo evoluir instantaneamente, sem o desejar. Permanece vibrando em dimensão inferior, e permanecerá habitando planeta inferior.

O exílio planetário ocorre no automatismo da Lei de Atração de Semelhantes e, mesmo que os seres estacionados no mal, desejando dominar um planeta e sua humanidade, mesmo que hajam dominado a maioria da humanidade, quando o planeta alcança a dimensão superior pelo mérito evolutivo, os dominadores e os dominados da escuridão são expulsos vibratoriamente, e contra sua vontade, que nada representa ante as Leis Universais.

São lançados, unidos ou não, a planetas de nível compatível com sua vibração.

A humanidade arrastada aos desvios morais e espirituais, sofre seleção natural no processo de evolução, e as “Centelhas” estacionadas na rebeldia, desprendem-se vibratoriamente das “Centelhas” libertas dos instintos, e cada uma segue o rumo que construiu, com o resultado de suas ações.

Nascer, morrer, e renascer ainda mais uma vez, é imperiosa necessidade do espírito em trânsito ascensional.

Findou-se o ciclo reencarnatório neste planeta para os rebeldes, pois a Terra seleciona seus novos habitantes, entre aqueles que a respeita e ama. O processo de exílio planetário encontra-se acelerado, pois as fronteiras da Nova Era se aproximam. É imperioso o sacrifício e a renúncia ao mal, por parte daqueles que desejam segui-la em novas vestes.

Abandonai os instintos; libertai-vos dos apegos; amai sem fronteiras ou preconceitos, e perdoai sempre, pois é chegada a hora de vossa escolha final de permanecerdes na dor, ou mergulhar no Amor de Deus, evoluindo sempre, e cada vez mais.

Nada temais por si, ou pelo próximo, posto que a Justiça Divina é infalível, e todos aportarão no destino que escolheram.

Jesus, Sublime Governador da Terra, nos abençoe.

Médium – O Sr. está tão diferente!!

Allan Kardec – Um mesmo espírito possui muitas características, absorvidas pelas múltiplas reencarnações, nas experiências que se moldou para evoluir, forjando nos dois planos suas vestes nupciais, tornando-as limpas para alcançar sublimes dimensões.

Não vos prendais à letra que mata, mas ao espírito que vivifica.

Deixemos os Tratados Filosóficos aos entendidos no assunto, trouxemos apenas o esclarecimento que a matéria é transitória e ilusória, e o espírito é eterno.

Salve Jesus, Sublime e Doce Luz que nos ama e sustenta hoje e sempre.

 

– Neste momento ele se apresenta ao médium com a   aparência que conhecemos

 

Aos Dirigentes das Casas Espíritas:

 

Mantenham-se fiéis ao Evangelho de Jesus, e lembrai-vos de que os médiuns são humanos, e com muito débito. Evitai julgá-los tão severamente.

Sua tarefa mediúnica é acréscimo de misericórdia de Deus, mas cada um é responsável pelo bom, ou mal uso de suas faculdades.

Cada Casa Espírita possui Normas Disciplinares, que devem ser exigidas de todos os trabalhadores e, nos dias atuais, mais vale um ambiente disciplinado, e cheio de fé, do que extensa platéia, e Trabalhadores com as mentes desconcentradas dos espíritos sofredores, vislumbrando apenas o brilho da fama e dos aplausos.

O trabalho com Jesus não requer fausto. É na humildade que encontramos o Mestre.

Trabalhai, trabalhai, trabalhai, pois, neste processo de seleção há um número infindável de irmãos em sofrimento nos planos invisíveis, carentes de socorro nas Casas Espíritas que lhes acenem com esclarecimentos, muitas vezes libertadores.

Espíritas, instruí-vos, mas também, amai-vos como o Cristo nos ama.

 

Kardec

GESH – 30/08/2008 – Vigília Abrigo Servos de Jesus - Vila Velha/ES – Brasil  

 

Nota: Mensagem retirada do livrinho: Mensagens de Allan Kardec e Helena Blavatsky, GESJ




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web