82

NOVA Divulgação 82

09/07/2020

      A+ A-


ÍNDICE.

PALAVRAS INICIAIS.......................................................................... Chiang Sing/GESJ

1. Acordai para o amor e o perdão............................................................ Mestra Nada

2. Deixai de pensar tanto em vós!.................................................. Mestre Saint German

3. É o momento de cultivar a fé em vosso íntimo.................................. Maria de Nazareth

4. É tempo de tomardes as rédeas de vossos destinos!............................. Mestre Maitreya

5. Humanidade, construí novos caminhos!.............................................. Mestre El Morya

6. Lição aprendida, transformação garantida ..................................... Mestre Shama Hare

7. Não adieis vossa felicidade!............................................................. Helena Blavatsky

8. Não há punição nas dores sofridas.......................................................... Mestre Lanto

9. Quereis milagres de curas para o corpo físico!.......................................... Mestre Jesus

10. Sejamos instrumentos da Paz Divina................................................... Francisco de Assis

11. Só apareceremos quando Mestre Sananda determinar................................. Ashtar Sheran

12. Somos, todos, criações divinas!........................................................ Mestra Rowena

13. A lei da ação e reação em curso.................................................................... Isabel

14. Cultivai a fé.................................................................................... Paulo de Tarso

15. Não estais sós no desterro!.......................................................... Maria de Nazareth

MÉDIUNS (OU CANAIS): EDILZA E GISELE

 

PALAVRAS INICIAIS

Queridos Irmãos!

Que a paz do Mestre Jesus encontre abrigo em vossos corações e que a esperança de um mundo melhor seja a força que nos impulsione e nos sustente no caminho de nosso aperfeiçoamento!

Mais um Festival de Wesak! Fantástico! Maravilhoso!

Lindas mensagens dos Mestres Ascencionados foram captadas por nossos médiuns (ou canais, se preferirem). Decerto muitos grupos em vários locais da Terra receberam mensagens lindas como as nossas, vibrantes de amor e de esperança, pois o PAI nunca deixaria desamparado qualquer de seus filhos.

Nesse número, queremos relembrar como é a Festa do Plenilúnio de Maio, mas iremos fazê-lo através da narrativa de quem a viveu. Assim, as palavras iniciais desta Divulgação vão ficar por conta de Chiang Sing, extraídas de seu livro “Mistérios e Magias do Tibete”.

Segue a narrativa:

(…)

– Foi bom teres vindo – disse Mahima -, pois estávamos falando sobre a sagrada festa de Wesak.

– Sim, pois, hoje à noite, o povo do Nepal vai festejar o Festival de Wesak, que é um dos mais importantes de toda a Ásia - falou o Rajá.

Era a primeira vez que ouvíamos falar nesta festa e o seu nome estranho despertou em nós uma viva curiosidade.

– O que significa esta festa? – indagamos.

Foi o Rajá quem respondeu:

– Representa uma tradição multimilenar do Oriente, que todos os anos, na Lua Cheia de maio, é celebrada aqui no Nepal e também em alguns lugares da Índia e do Ceilão. Na grande hora da Lua Cheia, Maitreya – o Buda da Compaixão – derrama suas bênçãos sobre o mundo.

– Aliás, estas bênçãos – disse o Dr. Vessantára – são maravilhosamente excepcionais, porque devido a sua alta categoria nos planos espirituais, nosso senhor Buda tem amplo acesso aos planos da natureza que estão muito longe do nosso alcance. Portanto, ele pode transmutar e transferir ao nosso mundo, a divina energia dos mundos superiores. Sem o auxílio do Buda, jamais estas energias poderiam chegar até nós.

– E por que não? – indaguei, curiosa.

– Vessantára olhou para o Rajá e os dois sorriram, e após uma breve pausa o Rajá falou:

– Porque as vibrações do nosso bem-amado Buda são tão formidáveis e tão incrivelmente rápidas, que seria-nos impossível percebê-las. Mas, no plenilúnio de maio, suas bênçãos se difundem pelo mundo inteiro, levando harmonia e paz inefável a todos os que estão preparados para receber os divinos dons.

Estas palavras do Rajá calaram fundo em nossa alma, mas ainda assim, não tínhamos percebido o sentido oculto da festa de Wesak. E continuamos perguntando:

– Por que razão esta bênção maravilhosa só é dada no plenilúnio de maio?

– Porque é no mês de maio – disse o Rajá – que no calendário da Índia, Nepal e Ceilão é chamado Wesak, ou Festa da Lua Cheia de Maio. Nesta época festejamos os acontecimentos mais importantes da vida de Buda, o Iluminado. Contudo, a aparição que surge na Festa da Lua Cheia não é a de Sidarta Gautama, o Buda, mas sim de uma de suas emanações divinas conhecida como Buda Maitreya, ou Buda do futuro.

– E todos podem ver esta divina aparição da sombra do Buda? – indaguei perplexa.

– Nem todos… – retrucou o rajá – somente aqueles que estão preparados espiritualmente e têm aberto a sua 3a. visão ou terceiro olho espiritual. Consta que nesse dia sagrado, muita gente vaga inutilmente de um lado para outro nas montanhas, sem encontrar o lugar onde é celebrada a Festa da Lua Cheia. É como se o “véu de Maya”, a grande ilusão, ocultasse este lugar dos olhos curiosos.

(...)

– Mas. .. quem são estes Mestres da Fraternidade Branca do Oriente, indaguei curiosa.

– São Seres Ascensionados, livres de toda imperfeição, que vivem no plano espiritual e se comunicam conosco através de seus discípulos, muitos dos quais vivem aqui no Nepal.

Nossa alegria foi tanta que mal pudemos balbuciar um agradecimento.

Naquela mesma tarde, às três horas, nosso grupo liderado pelo rajá e pelo Lama Kazi, deixou o palácio no centro de Gangtok e partiu rumo ao vale do rio Tista.

(...)

Numa clareira aberta entre enormes carvalhos, vimos um altar feito de pedra, onde se espalhavam muitas guirlandas de flores. Um grupo de ascetas lá estava sentado no chão, meditando. Eram todos bem idosos. Os cabelos e as barbas longos e brancos. Usavam apenas uma tanga de algodão amarelo, e seus corpos eram magros e bronzeados.

– Aqueles homens são os naljorpas” tibetanos – murmurou o lama Kazi.

– Naljorpas – repetimos intrigados.

– Sim, são os monges peregrinos que na véspera do plenilúnio descem de suas ermidas, e vêm aqui prestar sua homenagem ao bem amado Buda.

Mais adiante, vimos alguns homens armando uma fogueira com madeira de sândalo.

– Breve virá a noite – disse o Rajá – e eles estão preparando a fogueira do ritual do Wesak. Dizem que quando participamos de um ritual, ajudamos a gerar uma força redentora para toda humanidade.

– Como assim? – indagamos.

– No ritual, os pensamentos e aspirações de todos os participantes, unindo-se às forças da Natureza e às energias Divinas, criam um poderoso vórtice para o Bem, um pensamento absoluto, que atrai para a terra o poder e a bondade de Deus.

(…)

Cerca de uma hora antes do plenilúnio houve um estranho fenômeno, que ainda hoje custo a acreditar. Vimos, nitidamente, formar-se perto dos três ascetas que estavam sentados no meio do círculo colorido, uma nuvem cinzenta. A nuvem condensou-se aos poucos até formar a figura de um homem jovem ainda, de pele morena, traços finos e olhar brilhante. Vestia uma túnica branca flutuante e envolvia sua cabeça um turbante de seda azul-claro.

– Que maravilha! Quem é ele? – indaguei perplexa.

– É a forma fluídica do Mestre ascensionado El Morya, um dos grandes Mestres da Fraternidade Branca do Oriente – explicou o lama Kazi. Ele é o Senhor do primeiro raio cósmico que representa a força, o poder e a proteção da vontade divina; através dele é manifestada no Universo esta vontade. Estadistas, Guias e Orientadores da humanidade, homens com grande tendência para a realização de um ideal construtivo, possuem em seus corpos etéricos uma larga faixa de cor azul, pois estão em harmonia com o Mestre El Morya.

– Ah! exclamei interessada. Fale mais sobre ele!

E Kazi continuou falando:

– Consta que ele viveu num continente antiquíssimo, que há milênios desapareceu da face da terra. Seu santuário fica ao pé da montanha do Himalaia, na cidade de Darjeeling. El Morya é o grande mestre que tem responsabilidade sobre a orientação e o desenvolvimento da Ásia e seu povo. Ao mesmo tempo, pertence-lhe o controle dos governos de todo o mundo. Dizem que no tempo de Jesus, foi ele Melchior, um dos três reis sábios do Oriente. Depois encarnou como o lendário rei Artur, da sagrada Taça do Santo Graal e sua última encarnação foi como o poeta irlandês Thomas More. Junto com ele, trabalham também no primeiro raio cósmico azul, o Arcanjo Miguel e o poderoso Elohim Hércules.

– El Morya! – repeti comovida, enquanto olhava a maravilhosa materialização de sua forma fluídica.

Era como se o nome do mestre pusesse uma nota de paz na minha mente e na minha alma. Seus grandes olhos azuis tinham um brilho tão intenso, que penetravam o mais íntimo do meu ser.

Ao lado dele, vimos aparecer uma luminosidade branca, com cerca de meio metro de altura e uns vinte centímetros de largura. Era a primeira vez que assistíamos a um fenômeno de materialização e ficamos incrédulos e ao mesmo tempo, alegres e maravilhados.

A luminosidade branca desapareceu rapidamente e logo surgiu diante de nós a figura magnífica de um velho de rosto fino e aristocrático, longas vestes brancas e cabelos grisalhos, repartidos ao meio e caindo-lhe pelos ombros em sedosas ondas. Ele movimentou os braços num gesto de bênção e andou até o centro do círculo onde estavam os três ascetas. Tinha uma aparência normal, como teria qualquer um de nós vestidos de branco.

Cinco materializações sucederam-se a esta, num curto espaço de tempo. Todos tinham uma linda formação de ectoplasma, arredondada de uma viva fosforescência meio azulada, dando a impressão do crepitar de uma chama.

Isto para nós era espantoso! Mas para todos que estavam ali não parecia nada anormal. Eram fatos que confundiam nossa inteligência, pois embora já tivéssemos ouvido falar sobre fenômenos de materialização, ainda não tínhamos visto nenhum. Muitas das investigações de cientistas como Charles Richet, professor da Universidade de Paris, Enrico Morseli, famoso psiquiatra italiano, Sir Oliver Lodge e numerosos outros nomes importantes, já eram do nosso conhecimento. Mas, presenciar tantas materializações assim, numa noite de lua clara, em plena mata oriental, era algo deslumbrante e quase inacreditável!

Observamos que os seres materializados conversavam naturalmente com todos e o mais curioso é que falavam no idioma tibetano ou páli, e cada um de nós entendíamos suas palavras como se fossem ditas em nossa própria língua, num misterioso fenômeno telepático…

A um sinal do Mestre Morya, trouxeram uma tigela de ouro cheia de água de uma nascente próxima. O mestre segurou-a delicadamente entre as mãos e colocou-a sobre o altar, entre as grinaldas de flores.

Começaram então os cânticos mais sagrados. Uma doce brisa melódica chegou aos meus ouvidos. A isto seguiu-se uma explosão de música de uma beleza perfeita, mas diferente de qualquer outra que eu já ouvira. Tinha sons de uma delicadeza e ternura tão penetrantes, impossível de descrever. Eu escutava perplexa e deslumbrada.

Ao meu lado ouvi a voz de Kazi dizendo baixinho:

– Apenas os fragmentos do grandioso cântico dos Mestres é que chegam aos seus ouvidos, pequenina irmã!

(...)

Essa introdução é apenas para mostrar a grandeza do Festival e aguçar a curiosidade de vocês! Leiam o Livro (Mistérios e Magias do Tibete; Chiang Sing; Ed. Conhecimento)! Antes disso, peço que leiam as mensagens recebidas pelos nossos médiuns neste Festival de 2020.

Boa leitura!

 

MENSAGENS DO FESTIVAL DE WESAK (7 DE MAIO DE 2020)

 

1. Acordai para o amor e o perdão

 

Filhos da Terra!

A eternidade está limitada para vós, habitantes de dimensão restrita por sentidos grosseiros, nesta hora de escolhas e definição de vossos futuros espirituais.

O que vos falta, filhos, para aderirdes aos Sublimes Ensinamentos de amor e de perdão?

Por que essa revolta contra os desígnios do Pai?

Quando sois abastados, não auxiliais aos pobres, mas, quando a penúria vos alcança, a revolta vos consome!

Não serão, nem a riqueza e nem a pobreza, que vos conduzirão aos Planos de Luz! Será a renovação do vosso ser, modificando vosso pensar e vosso agir.

Harmonizai os vossos sentimentos com as vibrações elevadas do Amor Divino, amando, perdoando e trabalhando, silenciosa e anonimamente, na construção de um Novo Ser.

A Terra de sofrimentos encontra-se iluminada pelas elevadas vibrações dos Seres de Luz que, do Alto, vos guiam, vos socorrem, vos protegem.

Acordai, filhos amados, para o amor e para o perdão e encontrareis a paz.

Mestra Nada, convosco.

Mestra Nada

 

 

2. Deixai de pensar tanto em vós!

 

Filhos amados da Terra!

Paz, amor, saúde e harmonia vos envolvam!

Um porvir de luzes e bençãos vos aguarda, porém esse é o momento de lutar! Lutas íntimas para matar o “homem velho”, repleto de sombras, deixando nascer um “novo ser“, repleto de virtudes e de amor.

Não fostes trazidos para a Terra pelo acaso! Existe um grande plano de redenção para esta humanidade, que tem início, meio e fim! E eis que se aproxima o final deste Ciclo Planetário de oportunidades que tivestes para iluminação de vossos seres.

Infelizmente, vossas mentes e vossa moral não se desenvolveram a ponto de a humildade vibrar em vós e reconhecerdes que não poderíeis existir como únicos seres inteligentes no vasto mundo de Deus, que ainda desconheceis na sua mais simples constituição. Estais nos bancos primários do desenvolvimento de vosso Ser Integral e, para avançar e desenvolver os sentidos psíquicos e intelectuais, devereis romper os elos animalizados que vos retém nos planos inferiores.

Das esferas de Luz, Paz e Harmonia, mantemos nossas mentes e vibrações superiores direcionadas para este lindo planeta e sua humanidade, nossa irmã, sustentando, amparando, amando.

Muitos de nós, soldados do Pai, descemos até vós, para vos trazer o conhecimento direcionador da libertação de vossos seres. Porém, filhos, a animalidade das paixões vos escraviza.

Deixai de pensar tanto em vós! Deixai-vos conduzir pela fé em Deus e em Seus desígnios maiores! Confiai em Sua condução amorosa!

Dedicai algumas de vossas horas na labuta de auxílio e socorro ao próximo. São tantos os carentes! Não ouvis seus gritos e gemidos?! Ainda ontem, ali estivestes entre a turba ignorante e sofredora e mãos amigas vos socorreram amorosamente. Por que, hoje, vos recusais a vos contaminar e a socorrer os aflitos ao vosso redor?

Aplacai a fome, a sede, o abandono dos pobres e carentes, irmãos de humanidade, e o Pai, que tudo pode, vos suprirá de todas as vossas necessidades!

Trabalhai no socorro amigo aos carentes de tudo!

Elevai vossos pensamentos ao Criador, Pai Amantíssimo, Criador Incriado, Onipresente, Onisciente.

Ele está em nós!

Nós somos Sua Luz!

Nada temais no enfrentamento das lutas com as feras dos dois planos de vida, pois se a Besta Fera existe ainda hoje, procurando corromper os corações dos irmãos de humanidade, é porque ainda não fostes capazes de vos converter ao Amor do Cristo.

Ele, que é Caminho, Verdade e Vida, vos aguarda para o Banquete Nupcial!

Paz e Amor.

Mestre Saint German

 

 

3. É o momento de cultivar a fé em vosso íntimo.

 

Filhos amados, damos graças ao Pai pelo Seu amor!

Humanidade terrena, nessa hora de aflição que viveis, é chegado o momento de volverdes vossos olhos ao irmão Maior, filho do Meu coração, que se entregou humildemente em holocausto, para que a mensagem de regeneração chegasse até vós e tivésseis oportunidade de vos transformardes, de pedra bruta em diamante lapidado a irradiar luz. No entanto, visto que vos recusásseis a abrigar dentro de vós essas mensagens de amor, é chegada a hora do holocausto para humanidade.

Dores maiores se abaterão sobre a Terra, como último chamado de renovação íntima, e atingirão as fibras mais delicadas de cada ser, para que a fé rebrote em vossos corações.

Lembrai as palavras do Anjo: ouvirão rumores de guerras e viverão as guerras; abater-se-ão sobre a humanidade e isso não será o fim.

As profecias estão se cumprindo. Aquele que não se envergar ante o império que as trevas tentam envolver a humanidade e entregar o seu coração às mensagens do Anjo Maior, este sim fará parte do reino da Luz, que aguarda àqueles que vivenciaram as dores e delas saíram renovados.

Este é o momento de buscar a fé que transporta montanhas, porque os bens materiais não vos manterão sãos.

Que a humanidade terrena possa, de joelhos, buscar a luz que abriga em vosso íntimo, esforçando-se para expandi-la sobre o planeta Terra.

Preparai vossos corações, vossas casas, vossos espíritos, pois uma avalanche de mudanças bruscas, aos poucos, se lançará  sobre a Terra, varrendo deste Orbe os homens sanguinários, os indiferentes, os odiosos, os luxuriosos, os corruptos e os incentivadores da guerra, preparando a casa planetária para os novos habitantes.

Os momentos pelos quais passais são as horas de aflição. Então, aqueles de vós que mantiverdes em seu íntimo a fé vigorosa, rogai proteção ao Pai pela humanidade, que sofre o início das dores.

Que a paz do Amado Jesus habite em vossos corações!

Maria de Nazareth

 

 

4. É tempo de tomardes as rédeas de vossos destinos!

 

Para sua Iluminação, a criatura não precisa de pompas ou de templos luxuosos. Os altares do coração e da consciência são os locais ideais para encontrar o Deus de Amor, que vela por todos.

Dizeis que são muitas as tentações e que sois fracos para resistir a elas. No entanto, vos dizemos: muitas foram as Luzes enviadas a vós, na forma de mensagens e sacrifícios de Avatares que convosco caminharam, exemplificando suas experiências para fortalecer vossas almas, ajudando-vos no enfrentamento das paixões vis.

Os crimes, os vícios e a maldade, perpetrados por séculos e milênios, vos mantém prisioneiros na escuridão das regiões inferiores existentes nos planetas atrasados.

É tempo de tomardes as rédeas de vossos destinos!

A “seleção dos vivos e dos mortos” é a realidade do momento! Não fecheis vossos olhos. Não tapeis vossos ouvidos. Não detenhais as palavras que podem vos desnudar dos pecados cometidos, das faltas, dos crimes.

Os recursos de amor e de bondade enviados pelo Pai Amantíssimo poderão abreviar vossos sofrimentos; utilizai-os, irmãos amados, filhos diletos do Pai, para vossa mais breve evolução.

São muitos os corações amorosos que descem até vós, atendendo vossas súplicas por socorro! Para enxergá-los, devereis retirar o manto negro que cobre vossa consciência culpada.

Basta um pensamento em direção ao Pai, que tudo pode, e sentireis vibrações de paz e amor em vosso coração, impulsionando-vos ao progresso.

Amai-vos, como o Pai vos ama!

Ficai na paz do Cristo Planetário!

Maytreia, convosco.

Mestre Maitreya

 

 

5. Humanidade, construí novos caminhos!

 

Humanidade da Terra, abri vossos corações para o Sublime Amor do Pai Amantíssimo!

O mundo material é uma ilusão transitória, para que as almas desbastem nódoas e manchas aderidas em sua centelha divina, adquiridas pela ignorância dos atos.

Construí novos caminhos!

Encerrai as lutas fratricidas, a violência, a maldade!

Refleti em vossos atos, que só vos trouxeram desgraças e sofrimentos.

É tempo de renovar os pensamentos, sublimar as emoções. É tempo de evoluir!

Se, hoje, trilhais por caminhos irregulares e trincheiras lodosas, é porque foram estas as sendas que criastes com vossas ações ao longo das infindáveis existências na matéria transitória.

É hora construir um novo caminho, plano e iluminado, de avenidas largas, que possam vos conduzir à dimensões superiores de paz e amor, fraternidade e harmonia.

Vinde, irmãos, vibrar conosco o amor do Pai por toda Sua criação!

Nós vos saudamos em nome do amor. De nossos corações, partem as vibrações de Paz e Amor por vós!

El Morya, convosco.

Mestre El Morya

 

 

6. Lição aprendida, transformação garantida

 

Filhos amados, sois como crianças rebeldes que se recusam a cumprir as lições escolares; mas, para passar de ano letivo, é necessário cumprirdes o cronograma e aprenderdes as lições.

Lição aprendida, transformação garantida; lição negligenciada, repetência na dor.

Vossos espíritos, exaustos de lutar, mantém-se rebeldes, não aceitando que a dor somente cessará com a vossa adesão à Luz.

Modificar, significa amar, perdoar, servir ao próximo e amar a Deus.

Não reluteis, filhos, irmãos amados, de seguir por novos caminhos, abatendo o orgulho, dobrando o egoísmo, anulando a vaidade, acendendo a luz da humildade, da resignação e da fé.

Nós vos saudamos em nome da Luz, do Divino Mestre Jesus!

O Cristo Planetário vela por todos.

Mestre Shama Hare

 

 

7. Não adieis vossa felicidade!

 

Irmãos!

Quando estive na Terra, em minha última romagem, levei uma programação elevada, com objetivo de reunir os ensinamentos dos Mestres e difundir pela humanidade os acordes sublimes de suas palavras, abrindo as consciências, renovando as almas.

Deveria ter abraçado o insígne Mestre Kardec e a doutrina dos espíritos, que somada às revelações transcendentais a mim apresentadas, trariam novo impulso de Luz, como ondas transformadoras, reacendendo, nos corações humanos, a vontade de progredir. No entanto, o orgulho me dominou. Realizei minha tarefa; porém, não em sua plenitude.

Retornando ao mundo dos espíritos, recuperada a memória sideral, reconheci o grande erro e, imediatamente, supliquei novas oportunidades ao Pai Amantíssimo, para que eu pudesse me redimir.

Trabalhei no plano espiritual junto às congregações que plantei na Terra e a outros grupos dedicados ao trabalho espiritual, sob a égide do Cristo, na Terceira Revelação. Em casas espíritas, trabalhei servindo ao próximo, de forma anônima e voluntária, para abrandar o grande remorso que me consumia, até que encontrei esta Casa (GESJ) e Margarida, conhecida de outrora...

E novos horizontes se abriram!

Novos cominhos trilhei, de revelações, trabalhos e transformação. Em outro planeta habitei, cumprindo tarefa que aqui não pude realizar. Retornei e, agora, servindo humildemente nas fileiras do Cristo, trabalho pela humanidade irmã.

Helena Blavatsky, convosco.

Meus irmãos, toda oportunidade de trabalho deve ser abraçada por aquele que já despertou sua consciência e, de olho no futuro de Luz, deseja abandonar planetas atrasados que fazem parte da jornada evolutiva de todas as centelhas.

Sofrer, chorar as dores do corpo e da alma são eventos transitórios e ínfimos, frente à imensidão de luzes e bênçãos que aguardam o vitorioso.

Não vos deixeis abater pela hora delicada de sofrimentos planetários. Aqueles de vós que puderdes, segui servindo de veículo para as vozes da espiritualidade, que dizem aos irmãos da Terra:

“O Cristo vela por vós! Ele está presente e deseja a alegria e a felicidade de todos!”

Os sofrimentos são transitórios, a vida do espírito é eterna! Não adieis ainda mais a vossa felicidade!

A transitoriedade da matéria permite que sofrais por um tempo limitado e, alcançada a vitória do espírito na prática das lições de Jesus, encontrareis a paz que tanto buscais.

Jesus abençoe a todos e que o Cristo Planetário vos sustente nessa hora de dor.

Salve, Jesus!

Salve, a Luz que nos guia!

Helena Blavatsky

 

 

8. Não há punição nas dores sofridas

 

A renovação dos mundos e dos seres ocorre no automatismo das Leis de Deus, não cabendo às criaturas dos mundos atrasados o direcionamento de quaisquer acontecimentos do Universo!

Sois almas cativas da animalidade e dos vícios e cabe a vós modificar a trajetória que seguis.

Não há punição ou castigo nas dores sofridas pelos homens neste planeta. São oportunidades benditas para os culpados redimirem-se perante a Consciência Divina.

Aplacai vosso ódio, orgulho e prepotência, julgando-vos exclusivos na Criação! Sois parte importante, porém ínfima, no processo das Leis de Deus, na Criação Divina.

Todas as “células” criadas fazem parte do Corpo Maior do Criador. Vibrando em Seu Amor, detonais vossa ascensão espiritual. Chorar, sofrer e enfrentar o ranger de dentes são escolhas de cada criatura habitante deste lindo planeta.

A presente hora oferece oportunidade de união, socorro ao próximo e progresso para a humanidade, pois o planeta avança na esteira do progresso dos mundos e adentrará uma nova dimensão que não será acessível àqueles que permanecerem nas zonas da ignorância, dos atrasos moral e espiritual.

Aproveitai as horas que vos restam no planeta de expiações e provas para vos redimir perante as Leis de Deus, servindo-O, amando e perdoando ao próximo.

Lanto, convosco. Saúdo-vos, em nome de Deus.

Mestre Lanto

 

 

9. Quereis milagres de curas para o corpo físico!

 

Filhos amados do Meu Pai!

A taça amarga foi vertida, mas o líquido rançoso não chegou ao fim.  Muitas doses ainda tereis que ingerir para curar as chagas de vossas almas.

Caminho convosco, auscultando os vossos corações e observo que as lamúrias dos sofrimentos não são acompanhadas  pelo perdão às ofensas.

Quereis milagres de curas para o corpo físico! Não percebeis, porém, irmãos amados, que vossas almas é que estão doentes, necessitadas do remédio que Eu vos trouxe, através das lições que vos leguei:

“Amai a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a vós mesmos, fazendo a ele o que gostaríeis que vos fizessem.”

“Perdoai as ofensas, não sete vezes, mas quantas vezes forem necessárias!”

Eis os remédios que curam os males que vos afligem!

Vinde ter Comigo e Eu vos conduzirei ao Reino de Deus para o banquete da Luz! No entanto, modificai o vosso traje, para vos tornar dignos de comparecerdes à “festa da transformação”!

Estive convosco! Estou convosco! Sempre presente, guiando‑vos, hoje e sempre.

Eu vos deixo o Meu Amor! Eu não me afasto de vós, jamais!

Mestre Jesus

 

 

10. Sejamos instrumentos da Paz Divina.

 

Sejamos, todos nós, nas aflições da vida, instrumentos de paz, amor e alegria.

Que possamos corresponder a tudo aquilo que os Mestres e os Instrutores esperam de nós, que é sermos trabalhadores na Seara do Amor, que o Mestre Jesus nos legou com Seus ensinamentos.

Onde houver ódio, que possamos ser Amor.

Onde houver tristeza, que possamos ser Alegria.

Onde houver desespero, que possamos ser a Esperança.

Onde houver guerra, que possamos ser a Paz.

Onde houver trevas, que possamos ser a Luz.

Humanidade terrena, cada um de vós possuís internamente a semente do amor plantada pelo Criador Divino. Que essa semente dê frutos através da palavra amiga, do socorro, do amparo, da compreensão da dor do próximo.

Portanto, não sejamos a discórdia, a indiferença, a revolta.

Muitos estão sofrendo hoje, nos dois planos da vida, por voltarem as costas ao grande sofrimento que o Mestre passou, por não compreenderem Suas Lições.

Que as palavras do Mestre, através do Seu amor, possam romper as barreiras de indiferença das quais a humanidade se revestiu. Infelizmente, apenas através da dor, muitos estão se voltando para as igrejas, para as orações, rogando socorro e misericórdia Divina.

Quantas vezes a dor terá que atingir os corações humanos para, em prece, pedirem pelo próximo e por si?

Então, mais uma vez, solicitamos aos homens: sejamos instrumentos da paz Divina!

Que o Mestre esteja entre nós.

Francisco de Assis

 

 

11. Só apareceremos quando Mestre Sananda determinar.

 

Paz em todos os quadrantes!

Paz, também, em vossos corações!

De joelhos, ofereço minha espada ao comando do Governador do planeta Terra.

Todos os extraterrestres e seus comandantes prestam, neste momento, homenagem ao Mestre Sananda, respeitando Suas diretrizes para a andamento da atual fase terrena.

Não avançaremos por onde não nos for permitido pelas mentes que comandam os destinos da Terra. Somos humildes trabalhadores que, por amor, viemos de várias galáxias, de vários universos, para prestar nossa solidariedade, nosso conhecimento, visando garantir que nada extrapole ao que está programado pelo Alto.

Apesar do que vem acontecendo no planeta, as Trevas não dominam os planos de ação e nem têm poder sobre a vida dos humanos, muito menos podem vetar uma ação determinada pela programação divina, como o resgate, amparo e socorro a essa humanidade.

Atentais para as notícias que surgem sobre aparecimentos de naves e extraterrestres; analisai a finalidade dessas notícias e de onde elas partem.

Os extraterrestres que servem ao comando maior e a GFBU jamais estariam entre vós no intento de dominar a humanidade, tomar o poder para si ou assustar as mentes humanas frágeis e despreparadas. Só apareceremos aos olhos físicos quando o Mestre Sananda assim determinar, e ainda não é o momento.

As Casas de Luz que se comprometeram a trabalhar em consonância com Jesus, trabalhando com seriedade e amor pela humanidade, saberão o momento certo em que tal fato acontecerá, e não será um país que determinará quando e como apareceremos, pois os dirigentes terrenos não detêm o poder sobre a Terra.

Os campos de batalha fervilham. Em vez de se preocuparem se iremos ou não aparecer, os homens com os corações limpos e irmanados com o Cristo deveriam se oferecer para participar das batalhas, recebendo dos seus guias e instrutores as determinações da atividade na qual estarão inseridos. Os que estão na retaguarda, são tão importantes quanto aqueles que estão à frente, porque a Luz trabalha como uma corrente, em que todos são importantes e necessários, não visando grau ou patentes, mas sim o amor que é colocado no trabalho, do mais humilde ao mais elevado ser.

Atentai para aqueles que falam que estamos surgindo, pois que visam aterrorizar os homens, abarcando os incrédulos, aterrorizando-os com a ideia de que iremos dominar a Terra. Não atinam os homens que, se tivéssemos o intento egoísta de dominar este planeta inferior e com tecnologia ainda atrasada, teríamos todas as condições de fazê-lo há muito tempo. Mas não é nossa intenção, nem interesse, dominar ou conquistar nada no universo, porque nada nos pertence. Servimos ao Cristo Planetário e atendemos ao chamado do Mestre Sananda.

Aqui, humildemente, colocamo-nos à disposição para conter o caos e fazer a patrulha do planeta.

Que o Cristo Planetário esteja presente.

Salve, o Mestre Sananda!

Asthar Sheran

Comandante de todas as tropas extraplanetárias presentes na Terra

 

 

12. Somos, todos, criações divinas!

 

O santuário do coração alberga a luz divina da centelha.

Por mais perversa que seja a criatura, sua centelha criadora é luminosa e, em qualquer tempo que desejar modificar-se, trilhando por novos caminhos, essa luz que todos possuem será ativada por um mínimo pensamento e sentimento em direção ao Pai.

Somos, todos, criações Divinas!

Do Pai partimos, iniciando o caminho de evolução e, ao Pai retornaremos, ao final das transformações necessárias para a evolução do ser.

Abandonai a revolta, o medo e o ódio, elegendo o amor e a fé como bandeiras de renovação.

As oportunidades se multiplicam nessa hora de dor, para que renoveis vossa alma.

Somos muitos que convosco caminhamos, sussurrando aos vossos ouvidos palavras de amor e bondade, para que, sentindo a Presença Divina convosco, tenhais coragem e força no caminho do progresso.

Avante, irmãos, em nome de Deus, à renovação, a caminho da Luz.

Rowena, convosco.

Mestra Rowena

 

A Mensagem da Mestra Rowena encerra o conjunto de mensagens recebidas durante o Festival. Seguem agora as mensagens de nossos Irmãos Maiores recebidas em atividades habituais de trabalho.

 

 

13. A lei da ação e reação em curso.

 

Os “nobres”, dos tempos áureos da Idade Média, retornam aos seus países de origem, chegando à Europa, vindo de todos os cantos do mundo. Saem do Oriente, da África, da América. É a força do destino, colocando-os como esfarrapados e excluídos, onde antes eram da nobreza, os senhores do poder, aqueles que decidiam e que a igreja lhes perdoava os pecados.

Hoje, estão nas ruas, a mendigar o pão de cada dia. Tivésseis óculos que vos mostrassem o passado, veríeis, nos personagens que hoje estão com as mãos estendidas para a caridade alheia, reis, rainhas, princesas e toda sua corte de nobres e suseranos que, outrora, cobriram-se de veludo e ouro no fausto da riqueza à custa do suor e lágrimas da população carente.

Trafegam com os pés descalços, com a fome a lhes fustigar o corpo e, ironicamente, o destino os coloca onde, antes, suas carruagens passeavam pela miséria humana. Em humilhante situação, são impedidos de atravessarem os portões dos seus antigos palácios e castelos.

Assim se processa a limpeza da túnica cheia de nódoas, que retarda os passos da humanidade.

É a lei da ação e reação em curso, que corrige e educa. Porque se é falha a justiça humana, são sábias e soberanas as Leis que regem o universo, que sempre usará de recursos para equilibrar e harmonizar a energia que circula entre vós para manter o progresso dos povos e do planeta, de acordo com a programação planetária.

Salve, a paz do Senhor!

 

Isabel

No passado, uma rainha; hoje, uma humilde serva do senhor.

14/03/2020

 

 

14. Cultivai a fé.

 

O amor do Mestre vos convida a atravessardes o pântano de dor, revolta, ódio e desânimo que se tornou a Terra nos dias atuais.

Vós, irmãos, não sois ignorantes do que está programado para esta fase da limpeza do planeta, pois a vossa programação encarnatória funde-se aos acontecimentos que vivenciais no vosso dia a dia.

Assim, o medo e o pânico não se justificam, pois estais cientes, mesmo antes da descida cármica, de que a onda transformadora passaria por vosso caminho e que a proteção divina vos acompanharia e nunca vos abandonaria. E, dessa forma, não há justificativas para vos sentirdes desamparados quando as doenças e as catástrofes naturais abarcam os “fracos” e “deserdados da sorte”, porque o plantio é livre, mas a colheita é obrigatória.

A fé é o tônico que vos manterá fortes e lúcidos para viverdes a parte destinada a vós como burilamento do passado delituoso. Porque sem a fé, inevitavelmente, estareis acumulando sementes de dor e de revolta que, fatalmente, colherão em futuras moradas de exílio.

Vós, que já entendeis a necessidade de transformação, vivenciando a Lei da Destruição, sede instrumentos fiéis dos trabalhos da Luz na Terra. Assim, sereis, para todos nós, braços  atuantes em nome do Cristo, no plano físico.

Não há caos criado pela programação Divina; há, sim, transformação sendo realizada mediante a limpeza planetária.

Contamos convosco, trabalhadores de última hora, para o serviço humilde e amoroso em nome do Cristo.

 

Paulo de Tarso

14/03/2020

 

 

15. Não estais sós no desterro!

 

Filhos amados do Meu Coração!

O que representa o sofrimento dessa hora, ante uma eternidade de benesses?!

Jesus, o filho adorado, sofrendo sem culpas, resignou-se e pediu ao Pai que perdoasse os Seus algozes. Ele, a mais pura alma que desceu dos Céus para vos trazer as Luzes da Boa Nova!

Resignai-vos, irmãos!

Louvemos as horas sombrias, com o pensamento súplice ao Criador, para que Ele envie o bálsamo da força, da coragem, da resignação, da fé e do amor, envolvendo toda a humanidade!

Visitamos vossos lares de dor e nosso coração se enche de compaixão e amor por vós!

Não estais sós no desterro!

Nossas mãos amorosas tratam vossas feridas, iluminam vossas almas!

O Amor Bendito do Pai vos ampara, hoje e sempre.

Maria de Nazareth

GESH – 08/05/2020

        

 

Endereço para correspondência e assistir às reuniões: Rua Hermes Curry Carneiro nº 555, Templo, Bairro Monte Belo, Vitória/ES CEP: 29.053-221

Dias e horários: às terças-feiras, das 14h às 15h e às quintas-feiras, das 19h30 às 21h.

 

Contate-nos também por e-mail através do site www.extraseintras.com.

 

Para os que pedem orientação, no sentido de colaborar conosco, comecem por tirar cópias das nossas mensagens e passá-las para outras pessoas, bem como repassá-las por e-mail, enviá-las por aplicativos mensageiros (como whatsapp) e publicá-las em suas redes sociais.

 

Leiam nossas obras (todas em formato PDF em nosso site):

- Pétalas de Luz!

- Civilizações Intraterrestres

- Os Extraterrestres e Nós – Vol. I, II e III

- Cidades Intraterrestres – O Despertar da Humanidade

- Comandante Setun Shenar – Vice do Comando Ashtar

- Das Trevas para a Luz - Cidades Infernais

- Em Nome do Cristo, Novamente Estamos Aqui

- Os Decaídos e Sua Trajetória Terrestre – Vol. I, II e III

- Mãos Súplices por Socorro – Nos Bastidores visíveis e invisíveis dos presídios

- Mensagens do Mestre Jesus

- Mensagens de Allan Kardec e Helena Blavatsky

- Comandante Yury

- Os Intraterrenos – Missão Resgate Planetário – Notícias do Cel.Fawcett

- As Bombas de Hiroshima e Nagasaki

- Mensagens do Mestre Ramatis

- Mensagens de Chico Xavier e Emmanuel

- A Besta

- Os Reptilianos

- Ashtar Sheran ou Arcanjo Miguel

- Sementes ao Vento

- Mensagens de Maria de Nazareth, Joana de Angelis e Irmã Dulce

- Mensagens dos Nossos Irmãos Índios

- Mensagens dos Nossos Irmãos Negros

- Nostradamus




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web