4001

A humanidade não aceita modificar seus costumes

29/09/2021

      A+ A-


Filhos da criação, o destino traçado para este planeta de dor e expiação segue uma programação divina inalterável, devido a vontade de sua humanidade.

O roteiro começa com a chegada dos primeiros habitantes ao planeta, provenientes de várias plagas que alcançaram sua libertação. Contingentes imensos de criaturas raivosas, moralmente atrasadas, são enviados diariamente para planetas já preparados para iniciar suas civilizações. Assim aconteceu com a Terra, fato corriqueiro na progressão dos mundos. Para cá foram trazidos seres animalizados, bestializados, com alto poder intelectual, de envolvimento e de capacidade de convencimento.

Passaram-se os anos, foram se adaptando à nova condição e conseguiram, ao longo de suas existências aqui no planeta Terra, criar impérios, formar exércitos, dominar os fracos, os ingênuos e os despreparados. Alguns desencarnaram, mas continuam dominando a massa incauta, ignorante. Outros, encarnados, fazem valer no plano físico a vontade desses senhores, mestres da escuridão.

 Acreditam, pela prepotência e orgulho, que dominarão a Terra, que possuem o poder de decisão sobre vida e morte dos seres humanos.

No processo de evolução do planeta, os desencarnes em massa limparão a Terra desse povo ingrato, que aqui esteve ao longo das gerações e não soube aproveitar a oportunidade.  As mortes coletivas, através de doenças, guerras, acidentes e catástrofes, são permitidas pelas Mentes Superiores; os homens são apenas instrumentos de um plano traçado muito antes da criação deste planeta.

Como acontece em todos os mundos de dor e expiação, aspirantes a mundos de regeneração, é enviado, em descida sacrificial à matéria, um ser superior em moral, em compaixão, em conhecimento, transformando a energia deletéria em energia de Luz. Assim foi o advento do anjo na Terra, o Mestre Jesus, dando um impulso moral à humanidade terrena.

 A massa ignorante não aceita a modificação dos seus costumes, não aceita a abolição das suas práticas infames contra o próximo e o planeta.

Na progressão do tempo, é chegada a Transição Planetária. Passado este evento, tornar-se-á a Terra um planeta de regeneração. A luta da Luz para manter seus filhos nos caminhos do progresso continua sendo árdua, pois a Terra renovada não será um paraíso. É difícil conservar um indivíduo na Luz e será grande o trabalho do novo Mestre que assumirá a direção do planeta.

Àqueles que aspiram estar no planeta de regeneração, compreendam que será exigido um esforço maior para sua permanência, pois que as tendências não se rompem com o virar do milênio, com a verticalização do eixo. A saudade dos seres que serão exilados baterá forte naquele que fica e, se a fé no Criador não for inabalável, não conseguirão permanecer na Terra de Regeneração. Sentir-se-ão atraídos pelos seus afetos.

Até que se findem os ciclos reencarnatórios, a luta pelo progresso e pelo bem será intensa no íntimo da criatura.

Estamos juntos ao Mestre Jesus, sustentando a Força Luz deste planeta que nos recebeu e nos transformou em seres iluminados. Hoje, servimos o Criador, trabalhando na Grande Fraternidade Branca Universal.

Mestres já estão despontando para guiar outros planetas, mas a Terra será sempre uma morada querida dos nossos corações, dado que aqui muito aprendemos ao longo dos bilhões de anos. É a oportunidade dada nos últimos instantes deste mundo que o Mestre Jesus envia para todos vós.

Como a morte não é o fim, ela virá como renovação das almas sofredoras.

Que as luzes do Mestre Jesus e do Cristo Planetário venham com um novo porvir, para todos que nos ouvem e que anseiam pela paz espiritual.

Melquisedeque, entre vós.

Salve, a Luz.

 

Melquisedeque

GESH – 26/06/2021 – Vitória, ES – Brasil




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web