42

Divulgação 42

18/12/2006

      A+ A-


Queridos leitores, irmãos em Cristo!

Que o PAI nos dê Sua benção.

Com vocês a Divulgação 42, singela contribuição do GESJ nessa fase sofrida de Transição Planetária, para os que ainda têm sensibilidade.

Que o Amoroso Mestre Jesus nos envolva, bem como a toda a humanidade, dando-nos força e coragem para compreendermos e aceitar Seus Desígnios, sem loucura ou rebeldia, nesses dias turbulentos e difíceis que vivemos.

Finda-se o ano de 2006 e, a cada dia que passa, a tão sonhada paz e a tão falada justiça social não se concretizam.

Quanto à paz, a maioria diz: "Eu estou bem com minha família, o resto que se dane!..."

Quanto à justiça social, alegam outros: "E eu com isso. É tarefa do Governo!..."

Esquecem-se uns e outros que a paz e a justiça devem brotar do nosso íntimo. Contudo, o ser humano não se dispõe a cultivá-las.

Façam como gostariam que lhe fizessem! Amem ao próximo como a si mesmo! E a cada um, segundo seu merecimento. Entretanto, usam-se dois pesos e duas medidas nos julgamentos. Enquanto vivem soltos, montados no dinheiro, cheios de orgulho e arrogância, os que roubam milhões dos cofres públicos, apodrecem nas prisões os que furtam um pacote de biscoitos para matarem a fome.

Lembrei-me agora de uma pergunta que fizeram ao Mestre Ramatis=Kuthumi em um dos seus livros:

P - Quais as pessoas que mais sofrem no plano astral, depois da morte?

R - Os suicidas, os profissionais do aborto e os políticos corruptos.

Obs: Escapa-se da Justiça da Terra, que pode ser comprada ou enganada, mas não se foge da Justiça Divina.

O tempo determinado por Deus, através de Seus Engenheiros Siderais, para a passagem da Terra da categoria de Mundo de Expiação e Provas para Mundo de Regeneração está nos seus últimos instantes.

Diz-nos o Comandante de todas as Frotas Estelares em Missão Terra, o Insigne Ashtar Sheram, o seguinte:

"A Terra já não canta em seus movimentos giratórios, como antigamente.

Hoje, é um canto de morte! Ferida, adoece! Adoecida, fenece! Fenecida na 3ª Dimensão, ressurgirá em nova roupagem dimensional..."

E assim, o "Final dos Tempos" aproxima-se do Fim.

Agora, passemos ao conteúdo desse número. Ele consta do resultado das viagens que fizemos a São Paulo, capital, e mais uma vez ao Rio de Janeiro. Viagens-relâmpagos, atendendo a solicitação dos Irmãos Superiores.

Eis as mensagens que recebemos. Um belo presente espiritual de Natal.


Antes da viagem, na reunião do GESH em 06/10/2006, em Vitória

Vi pessoas que assistirão à nossa palestra. Estão vestidas com trajes do antigo Egito. Não sei se será no Rio de Janeiro ou em São Paulo. Todo o ambiente exala ares daquele período da história da humanidade e parece que vamos nos reencontrar com antigos compatriotas e afetos daquele tempo.

Tenho a impressão de que estamos realizando, com nosso trabalho atual, aquilo que deveríamos ter feito naquele tempo, talvez como sacerdotes ou sacerdotisas.

A emoção é fortíssima. Senti, naquele momento, que todos nós estivéramos encarnados naquela época e que já nos conhecíamos.

Durante a viagem: Vi duas Naves Espaciais sobrevoando o ônibus.

Fios de luz partiam em direção ao nosso transporte e o sustentavam, como cabos de força. Dentro do veículo, médicos da nossa Casa monitoravam nossas condições físicas e prestavam assistência a todos os passageiros, atendendo cada um, individualmente.

Mais tarde, vi-nos caminhando por uma trilha de luz. À nossa volta, seguindo conosco, sem contudo atravessar nosso caminho, muitos sapos, que saltavam constantemente. Nuvens de insetos que se aproximavam de nós eram rapidamente devorados por eles, com suas línguas ágeis e pontaria certeira.

Em 11/10/2006


Já em São Paulo

Saí do corpo auxiliada por um instrutor desconhecido. Creio que é um trabalhador local.

Aguardava-nos um meio de transporte diferente, uma espécie de patinete duplo, onde subimos, apoiando os dois pés na base e as mãos nos guidões.

O trabalhador, cujo nome não perguntei, guiou-nos pelo astral de São Paulo e fiquei impressionada com a densidade do ambiente. Atravessar as grossas nuvens era tarefa que exigia habilidade e conhecimento do lugar. Os trajetos eram curtos, entremeados por paradas em "ilhas de luz".

Pelo que compreendi, o deslocamento no astral de São Paulo é muito difícil e, como estratégia, a espiritualidade criou pontos de referência e abastecimento energético para seus trabalhadores.

Muitos espíritos desencarnados eram vistos andando como robôs, completamente alienados da realidade espiritual. O ambiente era de tamanha densidade, frieza e solidão, que dava calafrios.

Em seguida, recebi uma comunicação:

Paz e Luz.

Amigos, a rotina da vida na Terra automatiza as pessoas, retirando de si a essência do viver, submetendo-as a mecanismos de compensação, que reforçam ainda mais as respostas automáticas do corpo de carne.

Os resultados desse processo de robotização, são espíritos embotados em sua força criativa, pois os canais alimentadores dessa energia encontram-se atrofiados, como é o caso do chacra coronário, cuja ausência de movimentação de sua energia espiritual liga os seres apenas à matéria e do chacra básico ou kundalíneo, que esgotado pelo uso desregrado, exaure as forças que, a custo, ali são concentradas.

Os seres humanos, transformados em ‘robôs’, de funcionamento autômato e desprovidos da capacidade reativa, tornam-se presas fáceis dos piratas do espaço.

Todo aquele que desejar ser verdadeiramente livre, comece dominando em si mesmo os desregramentos na vida material e o abandono da vida espiritual, reencontrando, dessa forma, o sentido da própria vida.

Joana de Angelis, Hotel/SP, em 12/10/2006


Ide e aplacai a sede de conhecimentos dos que já despertam

Vejo, ao lado de D. Margarida, pai Joaquim de Angola, Zambi e seus grandes e belos felinos que com ele trabalham no astral. Há também um aparelho que emite intensa onda de energia que nos envolve, tornando-nos isoladas de interferências externas.

Depois, recebi a mensagem a seguir:

Salve Jesus! Salve a Força que nos conduz!

Coube a vós, Equipe de Trabalho, a divulgação clara e corajosa do "Final dos Tempos" que viveis.

Outros, imbuídos das mesmas responsabilidades, não cumpriram os projetos firmados pela GFBU, seja por imperícia dos Presidentes dos Grupos, por abandono da tarefa pelos medianeiros, ou ainda pela falta de fé que fortalece a coragem de enfrentar as criaturas desprovidas da fé e conhecimento, mergulhadas no materialismo, criticando e escarnecendo os Guerreiros de Jesus, que se expõem nas revelações contundentes que apregoam.

Vossos medianeiros treinados para convosco seguirem neste momento, fortalecendo e dando maior credibilidade às revelações, abandonaram a tarefa e amargamente lamentarão, num futuro não muito distante, quando se depararem com a realidade dos fatos, que lhes mostrarão o tamanho da responsabilidade que ignoraram, por comodismo, rebeldia e egoísmo.

Àqueles que ficam, o peso do trabalho é sentido com intensidade e desgaste das forças, hora a hora, posto que são poucos; e ainda sois assediados feroz e violentamente pelas Bestas-Feras.

Vossa tarefa ainda não acabou e havereis de ainda lutar nas frentes de trabalho a que fostes convocadas. Vossa intuição apurada percebe as mínimas oscilações vibratórias das mentes que vos acompanham. (Refere-se à Margarida, dirigente do GESJ)

Aguardai e confiai. Ide e aplacai a sede de conhecimento dos poucos que despertaram e ainda com passos trôpegos, buscam o caminho. Ide! Convosco estaremos e assim permaneceremos.

Vosso Mestre

Mestre Ramatis, Hotel/SP, em 12/10/2006


O reencontro

Vi o salão repleto de espíritos vestidos à moda do antigo Egito. Ato contínuo os próprios participantes pareciam, na minha visão espiritual, trajar vestes egípcias. Eram fortes as presenças de Nefertiti e Akenaton. Vibrações que não encontro palavras para descrever, invadiram o ambiente. Parecia que elos partidos de antiga corrente, agora se ligavam novamente pela força do Amor Divino. Um reencontro da família espiritual que novamente se unia, firmando os laços eternos da bondade e do amor mútuos.

Em seguida, veio a comunicação psicofônica do Comandante Ashtar Sheram:

Até a conclusão da Transição Planetária

Paz sobre todos os quadrantes planetários! Paz também, em vossos corações!

Estamos convosco e vimos trazer as orientações para que elas possam guiar vossos passos na jornada de redenção, prevista antes mesmo de vosso reencarne.

Não é por acaso que nos encontramos nesta tarde, vindos dos mais diversos pontos deste planeta, vindos dos mais longínquos tempos. Reencontramo-nos para dar cumprimento à Vontade do Altíssimo.

Ouvireis! Ide e pregai! Levai a Boa Nova a todas as partes. A todos que encontrardes, anunciai, para que se inflamem nos corações a esperança, a fé e a coragem para o enfrentamento das duras provações que estão programadas para a humanidade terrena.

É nosso papel assessorá-los e assim o faremos até que se veja concluída a Transição. Mas é vosso papel dar cumprimento ao Planejamento Superior e divulgar entre os vossos, crentes ou descrentes, a Boa Nova da Redenção.

É tempo de renovação, e sois, cada um de vós, mensageiros a serviço do Criador. Que a negligência de outrora não se interponha hoje em vosso caminho, pois a hora é de trabalho e todos que abraçarem com força e coragem sua tarefa, estarão, progressivamente, galgando os degraus na direção da Terra Renovada.

Que Jesus, Amigo e Irmão Maior, ampare nossos passos, sustente nossos espíritos sedentos de progresso e guie-nos, até que esteja concluída a Transição Planetária.

Aqui vos fala vosso Comandante, Chefe das Tropas Estelares em serviço há humanidade terrena.

Ashtar Sheram,

no Grupo Transcendental Dr. Goldenberg/SP, em 12/10/2006


A hora é de trabalho, trabalho árduo

Saudações, mais uma vez, vos trazemos!

Em breves palavras, procuraremos finalizar esta comunicação, afirmando-vos que nossas Equipes de Trabalho estão compostas por Irmãos Extraplanetários vindos de diferentes orbes.

Temos representantes de Marte, Vênus, Júpiter e Saturno. Astra Orion, Antares, Alfa e Ômega e tantos outros, que sensibilizados pelo sofrimento da humanidade terrena, pelos gritos de dor da Terra, uniram-se em favor do progresso desta humanidade.

Muitas vezes, ao nos aproximarmos de Grupos que foram programados para o intercâmbio salutar, deparamo-nos com duras realidades entre vós que, habitantes de um mesmo planeta, ainda não sois capazes de vos unirem em favor do trabalho redentor.

Eis a mensagem que vos deixamos: Uni-vos! Pois o que não conseguirdes unidos, individualmente jamais alcançarão.

A hora é de trabalho, trabalho conjunto, colocado acima de todas as querelas humanas. Trabalhai com simplicidade, assim como vos ensinou Jesus de Nazareth, que desprovido de quaisquer artefatos sofisticados, lançou Sua Mensagem nos corações humanos. Esta é a hora da provação em que deveis dar testemunho do aprendizado que se efetivou em vossas almas. Trabalhai em nome de Jesus, com simplicidade, união e amor. Muitos precisam de vós.

Nós, espíritos fora da matéria, podemos auxiliar. Todavia com vosso concurso amigo e fraterno, muitos mais poderemos alcançar.

Que o Mestre Jesus, Ele mesmo, Extraterreno, nos ampare, proteja e conduza, auxiliando a nos elevarmos acima daquilo que podemos, em Seu Nome.

Paz sobre todos os quadrantes planetários! Paz também em vossos corações!

Ashtar Sheram,

no Grupo Transcendental Dr. Goldenberg/SP, em 12/10/2006

 


Não somos anjos nem tão pouco demônios, somos como vós.

Vejo equipes formadas por pretos velhos, índios e caboclos de nossa Casa Espírita (GESJ), confraternizando-se com pretos velhos, índios e caboclos ligados ao Grupo de São Paulo. Um encontro muito emocionante.

Após, recebi a comunicação:

Salve, salve, irmãos!

Irmãozinhos, não nos tratem como doentes.

Somos filhos de Deus, como vós, e queremos trabalhar. O Pai nos autoriza, mas muitos Grupos barram nossa presença. Não nos fecheis as portas do trabalho nessa hora.

Precisamos trabalhar para redimir nossas faltas, assim como também precisais. Como vos sentirieis, se os cientistas viessem trancar vossas Casas de Religião afirmando serem práticas atrasadas e inferiores? Assim nos sentimos.

Somos índios, caboclos, pretos velhos, exus e muitos outros irmãos que já aprendemos que nosso caminho do passado era errado. Mas, se vós não nos deixais construir, pelo trabalho, um caminho novo, como será nosso futuro?

Queremos ajudar, pois já despertamos. Podemos ajudar, o Pai nos autoriza. Mas precisamos de vosso amparo, pois é no intercâmbio sadio e disciplinado que nossos espíritos poderão progredir.

Muitos precisam de nós, mas daqui, muito pouco podemos fazer por eles. A mecânica da mediunidade é conhecimento profundo, cujo mecanismo ainda pouco se conhece; portanto, é necessário a muitos espíritos endividados a manifestação e amparo na matéria e é aí que nós podemos ajudar.

Fica nosso apelo sentido. Não somos anjos, nem tão pouco demônios. Somos como vós, trabalhadores de última hora, súplices por trabalho.

Paz a todos

Nhá Benta (Em nome de toda equipe de trabalhadores do GESJ),

no Grupo Transcendental Dr. Goldenberg/SP, em 12/10/2006

Obs: Essa irmã foi escrava e também sinhá na época da escravidão no Brasil. Ela se refere a discriminação que os Centros Espíritas fazem, não aceitando entre os seus Trabalhadores Espirituais ex-escravos (pretos(as) velhos(as)), índios, caboclos e exus.

Nosso GESJ os recebe de braços abertos, desde que sigam as normas de comportamento da Casa. Agindo assim, já trouxemos inúmeros valorosos obreiros para a Seara do Senhor.

Marg., novembro/2006


Vereis concretizada a Transição Planetária

Saudações, amigas!

Irmãos, quando reencarnado, neguei-me a aceitar de pronto a realidade espiritual, que me chegava como chamado de trabalho. Dificultava-me sobremaneira a vida de labor ligada à ciência. Minha mente, treinada para acreditar somente no visível, criou inúmeras barreiras no desvendamento do invisível.

Resolvi aplicar os conhecimentos que trazia para então compreender os fenômenos que ocorriam em abundância em nosso tempo. Mesmo com toda a limitação do meu ser, amparado por Mensageiros da Luz, consegui, junto com colaboradores, traduzir os pensamentos do além e ofertá-los na forma da nova doutrina esclarecedora.

Apesar de todos os cuidados adotados, os homens descrentes desconsideraram o conteúdo elevado dos assuntos que passamos a divulgar. Mas, como a Vontade do Pai é Soberana, a Doutrina dos Espíritos germinou, cresceu e produziu muitos frutos, consolidando-se no planeta, como o Consolador Prometido por Cristo. E como a Árvore da Criação é elevada, suas folhagens caídas sobre o solo da razão humana fertilizaram o terreno para as novas sementes que vieram.

São as sementes da vida que se manifestam em todas as partes deste e de outros orbes.

Novamente o Planejamento Superior convocou diversos trabalhadores, todos endividados, ofertando-lhes a benção do trabalho e da divulgação. Muitos, porém, amedrontados ou acomodados, negligenciam sua tarefa e abandonam a prova. Triste fim! Suas consciências cobrarão alhures a negativa emitida.

Outros, trôpegos, mas fiéis, permanecem receptores. Ainda que sejam poucos, a sua fé é capaz de mover montanhas de almas descrentes, de mentes adormecidas e corações endurecidos.

Sede, irmãos, cada um de vós, mensageiro do amor e colocai-vos nas mãos do Criador para que Ele vos faça instrumento de renovação de si próprio e daqueles que desejarem mudar.

O tempo passará.

Muitos não vos darão crédito, mas as palavras do Mestre jamais passarão e antes que possais descansar os espíritos aflitos das dores do mundo, vereis concretizada a Transição Planetária.

Vosso irmão e amigo

Allan Kardec

no Grupo Transcendental Dr. Goldenberg/SP /ES, em 12/10/2006


Que sejais vós servos de Jesus

Irmãos, a paz seja convosco.

A limpeza do plano astral do planeta se processa. Lutas árduas são travadas com hordas de seres ferozes, bandoleiros do além, que desejam apenas destruir o equilíbrio de vossos lares.

Podereis contribuir nesta limpeza da Casa Planetária, que vós mesmos contribuístes para o acúmulo da densidade, através da entrega às Hostes de Jesus, quando vos desligardes no sono.

Desapegai-vos da matéria ilusória, pois o espírito é eterno e é ele que progride incessantemente ou estagna nas regiões de sofrimento.

Desapegai-vos dos sentimentos desequilibrantes e dos vícios de toda espécie. Praticai as lições do Mestre Jesus. Entregai-vos incondicionalmente a Ele, nosso Adorado Mestre, ao vos desligardes ao dormir, e sejais parte integrante do Exército do Cristo.

Somente Jesus é Caminho, Verdade e Vida.

Vinde ter conosco na libertação do Planeta do jugo da Besta.

Que sejais vós discípulos, Servos de Jesus.

Bezerra de Menezes

no Grupo Transcendental Dr. Goldenberg/SP, em 12/10/2006


Retirai o véu que vos cobre as consciências atordoadas

"Ide e semeai a Boa Nova, pois àqueles que muito é dado muito será cobrado".

O conhecimento adquirido não deverá permanecer estagnado. Deverá ser divulgado, praticado e multiplicado, para que outras almas, igualmente sedentas do saber para progredir, tenham acesso ao conhecimento.

Irmãos, o tempo urge e não podereis adiar, mais uma vez, o aperfeiçoamento de vossos espíritos, que somente poderá ser alcançado através da mudança íntima e do trabalho árduo e sincero em favor dos sofredores.

Retirai o véu que vos cobre a consciência atordoada. Como outrora, nova oportunidade de progredir se abre a frente, não a percais, pois é a última nesta Terra. (Encarnação Chave)

Para merecerdes aqui continuar, trabalhai, trabalhai e trabalhai, transmutando vossa veste nupcial para comparecer ao "banquete celestial".

Ide e praticai a mais bela lição do Mestre: "Fazei ao próximo aquilo que gostaríeis que este vos fizesse, não esquecendo de amar a Deus sobre todas as coisas."

Ide, o tempo esgota-se e aguardamo-vos na paz do Senhor Jesus.

Dr. Goldemberg

Mentor do Grupo Transcendental/SP, em 12/10/2006


A partir daqui, as mensagens foram recebidas no Rio de Janeiro/RJ

Nota: A seguir, para nossa surpresa e alegria uma comunicação de Helena Blavatsky, fundadora da Sociedade Teosófica e autora das seguintes obras: A Voz do Silêncio, Isis Sem Véu e A Doutrina Secreta, estas duas últimas ditadas pelos Mestres. Foi para a Teosofia o mesmo que Allan Kardec para o Espiritismo. Dois grandes vultos da História da Humanidade.

Longe da matéria

Sonho ilusório é a vida na matéria, pois entorpece o espírito fraco, vedando o olhar de longo alcance.

A vida na matéria restringe os atos humanos ao tempo do aqui e agora e impede a circunvisão ampla do horizonte espiritual.

Longe da carne, retomamos a condição plena do olhar e sentir; então, mais seguramente podemos concluir a verdadeira essência da vida, que é amar.

Amar, quando encarnados na Terra, é um trabalhar constante em favor de si próprio, auxiliando ao próximo, notadamente, parte essencial de nossa própria felicidade.

Redimindo-me do equívoco, reconheço que trabalhar é também intercambiar forças com outros planos, ouvindo e reproduzindo através dos órgãos corpóreos, as vozes e mensagens dos irmãos mortos.

A vida, tão logo se queira entender, é um ato contínuo, interrompido momentaneamente pela passagem interdimensional chamada morte.

Considerando-me tão viva quanto vós, reporto-me necessitada de vossos olhos, mãos e mentes para comunicar-me, corrigindo assim a lacuna perpetrada em minha Obra.

Grata pela oportunidade e súplice para que possa, vez por outra, como seja a vontade do Criador, comunicar-me convosco.

A paz desejamos. A paz rogamos. Que a paz nos envolva!

Madame Blavatsky

Hotel/RJ, em 13/10/2006

Nota: O GESJ vem cumprindo sua trajetória sem barreiras, sem preconceitos e discriminação. Ao longo dos seus 36 anos de existência recebemos de braços abertos espíritos de toda categoria: índios, caboclos, exus, africanos, brancos, judeus, mulçumanos, Mestres, espíritos de Luz e espíritos completamente deformados, Extras e Intraterrestres. Cremos que, sem presunção, somos realmente Universalistas.

Vidência: Vejo América Paolielo Marques, discípula de Ramatis, trabalhadora na Seara de Jesus, antes e após o desencarne. Chega, olha para D. Margarida e lhe diz: Como você está cansada! Pega-a pela mão e a leva para uma praia. D. Margarida, feliz, senta-se na areia e aspira profundamente o ar no lugar que ela tanto gosta.

América fala: Nosso Rio está com o astral muito denso e os nossos irmãos não contribuem em nada para melhorá-lo...

Continuaram conversando na praia, mas eu não captei mais nada da conversa.

No final da concentração, vejo que pelas mãos de América, D. Margarida volta para o quarto.

Rio de Janeiro, Hotel, em 13/10/2006


Sobre os acontecimentos graves que ocorrem na Terra

Saudações fraternas! Saudações amigas endereçamos a todos os presentes no plano físico e nos planos imateriais da vida.

Agradecidos ao Criador, pela oportunidade bendita do encontro, que nos permite a manifestação entre vós.

Agradecidos ao Mestre e Amigo que aqui se encontra conosco e oferta generosamente o espaço de sua Casa (IEVE) para a manifestação de nossos pensamentos.

Como bem sabeis, estamos em trabalho de divulgação e preparação dos espíritos acerca dos acontecimentos graves que ocorrem na Terra. Este orbe planetário, planeta escola e também planeta hospital, destinado a receber a humanidade, encontra-se em processo de limpeza e renovação de sua condição etéreo-magnética.

Todos os acontecimentos, que ora se desenrolam na superfície da Terra, há muito estão programados e previstos pelos Engenheiros Siderais. Portanto, não há o que temer, pois o Pai a todos ampara, enviando os Mensageiros do Seu Amor Eterno. Contudo, muitos, distanciados desse Amor, perdidos na vastidão dos erros, descrêem de Sua Existência, de Sua Misericórdia e de que um "Plano Maior" conduz os destinos da Terra.

Irmãos Extraplanetários, atraídos pelos estertores da Terra, tocados profundamente em seu amor altamente desenvolvido, acercam-se de vós com mãos amigas estendidas em favor de todas as criaturas. Que vossos corações, tocados pela Chama Crística, possam abrir-se, permitindo a canalização das energias sublimes e revitalizantes do cérebro astral, o único capaz de alcançar as verdadeiras vibrações de profunda misericórdia, que se estendem sobre cada um de vós.

É tempo de renovação e trabalho, e nenhum daqueles que se encontram em condições de conhecer e servir será poupado da responsabilidade de suas preferências, de seus caminhos escolhidos. É, portanto, primordial que nesta era, vossas mentes e corações se coloquem dóceis ao serviço diante da vontade do Pai, receptivos às orientações que vos chegam do Mais Alto.

Chega de rebeldias! Acaso não podeis constatar a que vos conduz a rebeldia? Basta que observeis o cenário de vosso planeta, para perceber a que vos conduzem as rebeldias recalcitrantes.

Fostes criados pelo amor e para o amor, e se a dor vos alcança os corpos físicos e astrais é porque vos distanciais da finalidade última de vossas existências.

O progresso se faz independente de vossa vontade, independente de vossa determinação. Qualquer que seja o caminho escolhido, a Lei do Progresso atuará, ajustando os passos equivocados, colocando de volta o filho sob a energia do Pai.

É tempo de refletires sobre a Terra, com os conhecimentos que possuís, acerca dos acontecimentos que se desenrolam fartamente, e anunciam as dores vindouras, que apenas começam nesta hora.

E agora, coloco-me diante de vós, para esclarecer as questões formuladas, quaisquer que sejam. Que vossas mentes, desejosas do progresso, enderecem as dúvidas que dificultam a caminhada.

Pergunta – Eu queria saber se existe uma hora específica no planeta para que a gente possa se unir em pensamento e orar por essas "mãos súplices que pedem socorro nos presídios"?

Ramatis – Irmã, a hora é aquela em que o coração tocado pela Luz, desperta energias benéficas, apaziguadoras, e atenuantes da imensa carga de negatividade que envolve vosso planeta. Essas energias circulam abundantemente em torno da Terra, emanadas do trabalho incessante das Frotas Estelares dispostas no espaço, emanadas dos corações amorosos dos Trabalhadores Invisíveis na superfície terrena. São emanadas também dos corações e mentes elevadas e humildes dos moradores das Cidades do interior deste planeta. Todas se encontram no espaço fortalecendo-se e procurando envolver a Terra em nuvem benéfica de Luz.

Qualquer de vós que queira agregar a força de seu pensamento ao trabalho incessante e silencioso dos Mentores Superiores, a qualquer momento pode emitir o pensamento carregado da emoção sincera, do amor fraterno e será bem-vindo à Corrente de Luz que procura restabelecer a ordem em meio ao caos instalado, adiando, como é da vontade do Pai, o momento final da transição em que estais já mergulhados.

Pergunta – Gostaríamos, nós do Grupo de Estudos Ramatis do Rio de Janeiro, que o Irmão nos desse uma explicação de como poderíamos conciliar as informações constantes de toda a literatura deixada pelo Irmão a respeito dos "tempos finais", com aquela informação trazida por um irmão nosso, bastante divulgada ultimamente, de que todos esses acontecimentos previstos pelas profecias não serão mais, ou não acontecerão mais. Tudo que tinha que acontecer já aconteceu e que não vai mais acontecer nada em matéria de catástrofe. Gostaríamos que o Irmão nos esclarecesse.

Ramatis – A conciliação em vossa mente, no plano em que vos encontrais, é dada pela faculdade da razão que o Pai vos concedeu, diferenciando-vos dos outros seres em estágio de animais que convivem no planeta. Que a lógica permitida pelo exercício da razão vos auxilie no discernimento e aperfeiçoamento ao olhares o mundo.

Tudo ao seu redor fala, basta que direcioneis os olhos para observar os fatos, e verificareis os rumos a que se encaminha a vossa humanidade.

Acaso é tempo de paz sobre a Terra?

Acaso fostes criados para o extermínio mútuo?

Acaso, haveria sobre a Terra um ser privilegiado e único depositário do afeto de Deus?

Sois irmãos unificados pelo amor do Pai Criador e como irmãos deveis vos conduzir.

Se há aqueles que choram, se há aqueles que sofrem a dor da fome física e espiritual; se  ainda há sobre a Terra o lamento de mães sofredoras, dos gritos alucinantes dos torturados, dos aprisionados sem compaixão, da injustiça de toda ordem, então estais mergulhados no caos da transição, pois não fostes criados enquanto humanidade para a dor ou para o sofrimento. Ela há e se existe é por vossa ação. Exterminá-la é tarefa vossa, redimindo-se do passado de erros através do trabalho redentor levando aos que menos têm um pouco daquilo que vos sobra, em conhecimento, alimento e paz.

Pergunta – O outro irmão que canaliza informações acerca também de mensagens extraterrestres, ele divulgou agora, recentemente, que entre o período de meados de novembro de 2006 até abril do ano que vem, 2007, haverá uma manifestação maciça, de naves espaciais. Entendi que vai haver alguma aparição de forma global para mostrar a presença dos extraterrestres em nosso planeta. Eles não vão pousar, mas vão se mostrar aos olhos do mundo. Essa informação foi passada agora, recentemente. Eu queria saber do Irmão se realmente, ela procede?

Ramatis – Está previsto que as Tropas Estelares em serviço na Terra apresentem-se à vossa humanidade. O dia e a hora no entanto, dependerão dos trabalhos de divulgação e preparação de vossa humanidade, pois regem os acontecimentos o amor e a caridade. Não haveriam de aparecer irmãos extra-planetários com o objetivo de provocar nos corações humanos tumultos e espanto. É preciso, antes de sua presença materializada, que o maior número de habitantes deste planeta reconheça-os como irmãos, e aceite-os em seus corações, compreendendo que sua presença não decorre de intentos menos dignos de dominação ou extermínio.

Há sobre a Terra intenso embate de forças e as Trevas trabalham constantemente por desmoralizar os Trabalhadores da Luz. Procuram, de toda forma, plantar nos corações, o medo, a desconfiança e estimular vaidades. É preciso, portanto, ter a mente lúcida para discernir. Voltamos a afirmar: está previsto o momento da aparição, mas a hora, o instante será aquele em que for tirado o proveito máximo em favor de vossa humanidade.

Sugerimos que no aguardo daquela hora, que não nos cabe determinar, possais unir-vos às Equipes de Trabalho Extra Planetário, divulgando sua presença, estimulando o estudo, praticando a caridade e, sobretudo, permitindo a manifestação desses Irmãos em vossas Casas de Oração, assessoradas por Instrutores Credenciados, para que a população aos poucos se habitue com a sua presença, até que, da forma mais natural possível, possam estar entre vós, sem provocar distúrbios em vossa frágil natureza humana.

Pergunta – Eu gostaria de saber se dentre as pessoas que estão assistindo esta palestra, existisse uma que tivesse coragem de renunciar ao conforto do lar, sua profissão, a presença e convivência dos amigos e até da família para se dedicar a esse trabalho de divulgação da transição planetária. Estaria essa pessoa sendo precipitada? O que poderia ocorrer com ela?

Ramatis – Cada ser humano reencarna com um planejamento de vida. Intensas preparações antecedem a descida de vossos espíritos, pois tendes, neste planeta de provas e expiações, tarefas a terminar, laços de afeto sincero a firmar e nós a desmanchar. Não vos é cobrado dos Engenheiros Siderais mais do que sois capazes de ofertar; que cada qual, tocado em seu coração, se entregue ao trabalho, como e quando possa, até onde possa e da forma que estiver ao seu alcance, sem, contudo, comprometer o trabalho de saldar as dívidas que vos cabem na presente encarnação.

Todos vós, aqui presentes nesta sala, sois capazes de ofertar de si, muito mais do que pensais. Entretanto, vos afirmamos que renúncias e sacrifícios serão, de forma crescente, necessários àqueles que desejam seguir o caminho do serviço na Seara do Cristo. Serão todos muito bem-vindos, contanto que, de seus corações, a centelha a brilhar seja aquela da fraternidade sincera, do amor desinteressado e da partilha com o próximo.

Pergunta – Gostaria de saber do Mestre o que será feito dos animais que vivem aqui na Terra. Qual será o destino deles?

Ramatis – Todos que estiverem ligados à matéria perecerão. Muitos dos seres não existentes hoje sobre a superfície do planeta, considerados pela ciência como extintos, encontram-se vivos e habitando Cidades Intraterrenas. Todas as formas de vida possuem registros no interior dessas cidades, e todos que por necessidade, ou estágio evolutivo em que se encontrem, devam ser encaminhados às cidades intraterrenas em corpo material, o serão. Entretanto, vos afirmamos que naquela hora, em que o sol ficará encoberto, que em vossos lares permaneçam apenas seres humanos. Que o desapego de vossos corações seja suficiente para dar cumprimento ao Plano Divino, erguendo sobre a dúvida, sobre o medo, a fé robusta, capaz de atravessar qualquer vale de sombras, alcançando a "luz irradiante" atrás do monte.

Pergunta – Mestre, na última reunião do Grupo Ramatis do Rio de Janeiro, foi mostrada na minha tela mental, a Terra translúcida. Abaixo da linha do Equador, do lado direito, pequenas luzes. Eu interpretei que ali seria o resgate, porque falaram muito em destruição naquela reunião. Mas eu interpretei errado, porque naquele lugar havia muitas tribulações. Até hoje, eu me pergunto: por que eu não falei? Por que não disse na hora, não divulguei? Eu trago essa pergunta comigo. Realmente ali seria uma região onde já começaram as hecatombes? Lá na Indonésia?

Ramatis – Filha amada, nesta hora turbulenta em que as Forças do Bem e do Mal se enfrentam, há que se depurar o próprio espírito na compreensão e alcance das mensagens que vos enviam os Seres Superiores. O Astral da Terra encontra-se denso e dificilmente vossas mentes conseguem elevar-se até nós. Atraídos, vamos àqueles Grupos que trabalham e se dedicam desinteressadamente e sem preconceitos à divulgação das mensagens necessárias nesta hora.

Aos canais que nos auxiliam transportando nossas idéias e pensamentos, enviamos a mensagem de maior esforço, sacrifício e renúncia. É preciso desapegar-vos, mais do que os outros, das vaidades e dos egoísmos, deixando fluir através da mente as mensagens de Luz que são canalizadas.

A seriedade com que os trabalhos são conduzidos nos Grupos de Apoio sobre a Terra é que determina o alcance de nossas irradiações. Muitos nos fecham as portas dos grupos por desacreditarem do teor de nossas comunicações. Muitos nos fecham as portas da mente por julgarem em demasia os canais que ali se encontram, dificultando o seu desenvolvimento.

Portanto, a orientação que vos ofertamos é de perseverança e trabalho. Aqui mesmo, entre vós, as médiuns que vos falam e canalizam nossas mensagens são pupilas amadas, mas nem por isso instrumentos perfeitos de nossa vontade; e muitas vezes as rebeldias dificultam a nossa comunicação.

Muito embora conhecedores em profundidade de suas almas, sabemos aguardar o momento adequado em que elas se dispõem docilmente à nossa presença, com amor ao serviço abnegado e muito embora as falhas ocorram, não comprometem em nada o resultado dos nossos trabalhos. E aqui vos afirmamos: perseverança! Repetidas vezes os irmãos se acercam de vós, basta abrir os olhos do espírito e submeter à força da razão as mensagens recebidas, não precipitando a divulgação de seus conteúdos, analisando-os com seriedade. Então, vereis fluir, a cada novo encontro de trabalho, com mais facilidade e clareza, a mensagem de Luz que irradiamos a todos vós.

Muitos dos que recebem nossa presença, com medo do julgamento do público, recusam-se a elevar as vozes em favor de seus irmãos. Que o medo não encontre alojamento em vossos corações, e que a fé, acima do medo, fortaleça os passos em direção ao trabalho.

Pergunta – Nós sabemos que no mundo existem muitas culturas, muitas tradições que não são necessariamente cristãs nem espíritas. Queria saber como está sendo a maneira de divulgar as mensagens para essas pessoas em outras partes do mundo e que falam outras línguas. Existe algum método prático através do qual haja a divulgação para todas as criaturas para que assim a humanidade possa evitar ou amenizar as catástrofes?

Ramatis – Todos, indistintamente, em todas as partes do planeta, vêm recebendo nossas comunicações. A forma de adentrarmos em seu universo é aquela em que não haja a violência da imposição de nossa vontade ou pensamento. É preciso que o irmão esteja receptivo e, antes de tudo, súplice ao Pai por conhecimento, esclarecimento, amparo, orientação.

Onde quer que haja a manifestação luminosa da mente que ora, em qualquer língua, lá estaremos presentes, levando a mensagem de preparação e renovação que a hora exige. Muitos são recolhidos de seus corpos ao dormir e conduzidos a ambientes preparados com as características de seus templos e ali recebem as instruções de "antigos confrades", que se utilizando do vocabulário mais adequado àquele conjunto cultural, transmite a essência de nossos pensamentos e da preparação que ora avança sobre a Terra.

A linguagem do Amor é linguagem universal, transcende e rompe as barreiras do entendimento, atravessa o espaço e traz junto a si a voz, a presença amiga de Irmãos Extraplanetários. Difícil é dentre vós, que falais diferentes línguas, e praticais diferentes cultos, conseguirmos unir as forças de trabalho e serviço na Seara do Bem, como o fazem nossos Irmãos Extra e Intraplanetários.

Esta é a mensagem que desejamos endereçar-vos, pois todos os acontecimentos destinar-se-ão não somente a esta ou aquela localidade, mas trarão revoluções no físico e astral de todas as regiões da Terra.

Sois irmãos e como irmãos havereis de sofrer os impactos das catástrofes e guerras que caracterizam o final do ciclo planetário. Somente a elevação da condição moral dos seres humanos será capaz de fazer frente aos acontecimentos previstos. Não existe no Planejamento Divino aquilo que conheceis como milagre. Há, na Lei do Progresso, trabalho, trabalho e trabalho, como a única ferramenta de transformação.

Pergunta – Certa vez, ouvi relatos de que pessoas que nasceram na década de 80 seriam espíritos enviados com experiências de sobrevivência em catástrofes. Queria saber se isso realmente é verdade e como as pessoas devem proceder? De que forma, quando e como liderar ou ajudar a reunir pessoas para essas possíveis catástrofes e desastres que estão para acontecer?

Ramatis – Muitos de nossos Irmãos Extras e Intraplanetários ofereceram-se para assumir encarnações nesta hora e auxiliar vossa humanidade no período de transição. Muitos, imbuídos do desejo sincero de ajuda permanecem entre vós, em preparação para o trabalho, alguns já trabalhando. Entretanto, mergulhados na matéria, outros, apesar do chamado intenso de suas almas no cumprimento do propósito inicial desta encarnação, desviaram-se do caminho, abandonando as frentes de trabalho e enveredando por sendas prejudiciais.

É, portanto, perfeitamente compreensível, dentro das Leis do Criador, que espíritos Extras e Intraplanetários encontrem-se entre vós, mas não é absolutamente determinante que tais encarnações sejam bem-sucedidas, dependendo para tanto que a vontade do espírito supere a inferioridade da matéria.

Pergunta – Ouvindo as notícias de "Mensagens do Astral", nós ficamos sabendo de um astro que se aproxima e que por afinidade vai atrair espíritos de menor elevação. Gostaríamos muito que esses espíritos fossem os traficantes, os políticos corruptos, o que de alguma forma para esses não nos resta dúvida, que seriam captados. Mas a dúvida, na realidade, fica em relação a todos nós, pessoas medianas, que cometemos erros diariamente: as pequenas mentiras, as fofocas, alguns egoísmos, uma forma de amar um pouco menos sublime e que talvez sejam em número preponderante. Essas pessoas vão poder permanecer na nova fase evolutiva do planeta? Ou será que também elas serão degredadas? Até porque, muitos desses erros, são erros inconscientes ou fruto de auto-engano. Muitas pessoas podem estar nas igrejas, nos centros, nos hospitais, fazendo seus trabalhos diários, acreditando piamente que são pessoas elevadas, não reconhecendo que aqueles erros do dia-a-dia podem manchar sua alma. Esses erros são graves o suficiente para que essas criaturas sigam para esse astro, (Astro Intruso ou Higienizador) ou elas poderão, até em virtude dessa inconsciência, poder permanecer na Terra em sua nova etapa?

Ramatis – Não sereis vós a julgar o irmão, e muito menos será nosso o julgamento. As lições do Mestre Jesus, Mestre dos Mestres, Governador Espiritual desta humanidade, são aquelas em que deveis amar a Deus sobre todas as coisas e amar ao próximo como a vós mesmos. Fazei isso e encontrareis as respostas. A evolução, como sabeis, não dá saltos, e resulta do esforço pessoal na transformação das deficiências da própria alma. Contudo, corrigir tais deficiências implica inicialmente em reconhecê-las, coisa que para vós encarnados é da maior dificuldade. Mais fácil encontrardes erros em vossos semelhantes do que em vós mesmos.

Este, irmã, é o caminho. Todo aquele que se coloca a serviço da Luz de maneira desinteressada e sincera necessita vigilância constante sobre si mesmo, avaliação permanente dos valores que regem o mundo material e daqueles ensinados pelo Mestre Jesus. Vereis que não haverá dificuldade em discernir que valores pertencem a este mundo material e que valores estão condizentes com aqueles compartilhados pelos Seres da Luz. E, na medida que em vossas mentes o pensamento se exercitar na difícil tarefa do discernimento, mais claros fluirão os pensamentos e mais fáceis e fortes virão as decisões e escolhas em vossos caminhos. Mas, para isso, volto a vos afirmar, olhai em vós mesmos as arestas que necessitam ser buriladas e suplicai ao Pai de Misericórdia a força e a coragem para apará-las, sem transferir aos acontecimentos e aos semelhantes as dificuldades que são apenas vossas.

Margarida – Irmão, nós poderíamos encerrar agora ou o irmão quer responder ainda a alguma pergunta? A hora está avançada.

Ramatis - Coloco-me ao vosso dispor, como for possível a este Grupo. Ainda temos um pouco mais de energia projetada, mas se o tempo na Terra se finda, nós encerraremos agora.

Margarida – Nós estamos preocupados justamente com essa energia projetada, mas se o tempo ainda dá, continuaremos.

Margarida - Tem mais alguém que queira fazer pergunta? Ainda temos um pouco de energia para responder. Caso não haja, nós encerraremos. (Obs.: Não houve mais perguntas.)

Ramatis - Que assim seja! Desejamos que de vossas mentes e corações partam os raios de Luz, capazes de amenizarem a dor sobre a Terra. Estaremos convosco. Basta que eleveis o pensamento em prece e Forças Superiores se acercarão de cada um de vós. Sois trabalhadores da Luz, convidados a integrar os Exércitos do Cristo Jesus. Aceitar tal convite é decisão apenas vossa, mas com alegria receberemos cada um daqueles que assim o fizerem.

Irradiamos Luz e Paz a todos que conosco se encontram, especialmente àqueles perturbados, confusos, e enfraquecidos pelas tormentas vividas na matéria.

Salve o Divino Jesus, Mestre Maior que nos conduz!

Ramatis

IEVE/RJ, em 14/11/2006

Nota: Devemos uma explicação para aqueles que pensaram ter o canal ou médium passado mal já no fim da comunicação. Chamo a atenção para as palavras do Mestre Ramatis naquele momento: Solicito a providência de uma cadeira para o canal que recebe minha projeção e esclareço que, quanto maior a permanência entre vós, maior se torna a dificuldade de manter a presença do espírito encarnado (médium), desejoso de libertar-se da matéria. Agradecidos, reportamo-nos agora à pergunta que nos endereça a irmã. A médium que transmitia as palavras do Mestre Ramatis já estava de pé há um bom tempo, daí, também as pernas fraquejarem.


Ontem dominador, hoje dominados

Irmãos, o trabalho engrandece o nosso espírito, servindo ao Pai Amantíssimo em nome de Jesus.

Muitas consciências não foram despertas na atividade que realizamos, no esforço conjunto de trazer revelações a esta humanidade, através do humilde trabalho "Mãos Súplices por Socorro – Nos Bastidores Visíveis e Invisíveis dos Presídios". Contudo milhares de espíritos, irmãos sofredores, foram abatidos e retirados da triste condição de escravizadores de almas.

Muitos desses irmãos abatidos e sofredores libertos são conhecidos nossos da Roma Antiga, dos Conquistadores cruéis, que arrasaram cidades, dominadas com excessos da força animal.

A parte que nos coube na Grandiosa Obra é pequenina, se comparada ao todo, mas foi realizada com desprendimento, dedicação e amor sincero de servir ao Criador.

Que a Bondade Infinita do Pai nos permita seguir no trabalho redentor de nossas almas, ainda tão devedoras.

Salve Jesus, o Divino Mestre da Paz.

Conde Rochester, Hotel/RJ, em 13/10/2006

Vidência: Vejo Roma Antiga dos Conquistadores. Pelotões do Exército Romano invadindo cidades e aldeias com violência desmedida de sanguinários desumanos.

Após a prece de cada uma de nós, de nossas mentes e corações partiram energias que se uniram e formaram um escudo protetor que inundou o ambiente, permitindo a descida do Alto.


A fé deve estar em primeiro lugar

Paz sobre todos os quadrantes planetários!

Paz também em vossos corações!

Irmãs e amigas, aqui estamos convosco novamente, para nosso intercâmbio sadio e feliz.

Graças ao Pai, que nos dá a oportunidade de voltarmos nosso olhar para os irmãos terrenos e com ele travarmos as lutas de transformações e renovação da velha Terra em um Novo Planeta, renovado e limpo das rudezas dos espíritos atrasados.

Neste intercâmbio feliz, vimos procurando socorrer e amparar muitos dos seres reencarnados no momento. Muitos se recusam a reconhecerem nossa presença, a presença de irmãos e amigos.

Mesmo sem conhecimento, pensam em nós como seres diferentes de si, inimigos. Projetam, em nossa presença, a belicosidade existente em seus corações. Muitas vezes ofertamos auxilio, ajuda e socorro e somos recusados, pois os olhares não alcançam a extensão do nosso amor.

Eis o momento que suplicamos a todos vós, intermediários dos mundos invisíveis, que divulgueis nossa presença e prepareis os seres humanos para a compreensão do que está ocorrendo no planeta nesta hora.

Somos muitos em serviço na Terra a ofertar amparo, esclarecimento e ajuda aos seres humanos!

Salve a Força! Salve a Luz! Salve o Divino Mestre Jesus!

Ashtar Sheram, Rio de Janeiro, em 13/10/2006


Basta um pensamento de amor fraterno

Saudamos a todos os amigos e irmãos!

Paz na Terra!

Os seres humanos não desejam saber sobre a causa da dor e dos sofrimentos. Na vida corrente, a felicidade está em primeiro lugar, pois é o objetivo de todos os homens.

Como poderiam os analfabetos alcançarem a felicidade através da leitura de bela e elevada obra?

Como poderiam os cegos alcançarem a felicidade de vislumbrar diante de si uma pintura realizada sob inspiração do Alto?

Como aos surdos, alcançar a alegria de sentirem suas mentes embaladas pelas majestosas sinfonias?

E vós? Como poderíeis conquistar as sutis vibrações da felicidade suprema despreparados dos conhecimentos da vida espiritual?

Para muitos, o conhecimento do mundo espiritual é a trilha dos elevados pensamentos dos Mestres.

Mas como compreender tais ensinamentos, sem descer aos abismos infernais e conhecer os meandros dolorosos da queda? Atolar os pés na lama dos charcos inferiores, aspirar seus odores pútridos, atravessar com dificuldades as pesadas nuvens da poluição que satura o astral do vosso planeta?

A inveja, a vingança, o egoísmo, a avareza, a sensualidade, o ódio e o terror têm cheiro, cor e consistência na matéria densa, que plasma o cenário das dores e dos sofrimentos que a maioria não quer enfrentar, mas que ajuda a construir com a força de suas mentes desequilibradas e suas emoções perturbadas. Assim, se encontram os charcos infernais, no astral inferior da Terra.

As cadeias, presídios e edifícios destinados à mesma finalidade são representações fiéis dos abismos materializados na superfície da Terra e lá dentro, irmãos vossos e muitos entes queridos de outras eras expurgam, em dores atrozes, suas faltas.

Sede caridosos. Erguei-vos da inércia e lutai por amenizar as lágrimas e os gritos que de lá ecoam ensurdecendo os desprevenidos e os despreparados. Basta um pensamento de amor fraterno, nascido do íntimo do coração e materializado na prece caridosa, para que se ative o dínamo das forças transformadoras do amor.

Saúda-vos

Conde Rochester, IEVE/RJ, em 14/10/2006


Para finalizar, duas mensagens recebidas no GESH, em Vitória:

Em todos os tempos!...

Em todos os tempos, a humanidade foi visitada por Ilustres Seres Superiores que investiram seu labor desinteressado no esclarecimento das massas, acerca do caminho que liberta a alma dos sofrimentos milenares.

Em todos os tempos, apenas pequena parcela aderiu aos conhecimentos transformadores e a grande maioria sucumbe aos instintos animalescos e selvagens dos primeiros tempos.

Ainda hoje, o verbo sublime de todos que visitaram a Terra em corpo físico, Seres Iluminados, continua a chegar a esta humanidade que mais do que nunca se encontra avessa e impermeável aos avisos do Alto.

Os brados dos Servos de Jesus se fazem presentes mais ainda, porque se aproxima o fechamento do "ciclo planetário" e as dores, num crescendo, espalham-se sobre a Terra. Elas chegarão a todos os quadrantes planetários e em todas as dimensões. Mas a humanidade continua avessa aos Códigos Morais Superiores que poderiam transformá-la definitivamente em direitistas do Cristo.

Quando as portas forem arrombadas pela enxurrada descontrolada e furiosa das transformações geofísicas do planeta, encontrará seres completamente iludidos, despreparados e vulneráveis a queda.

Sem interessarem-se pela vida do próximo, miserável e desnutrida, a massa segue instintivamente os impulsos menos dignos. Irmão contra irmão, nação contra nação, a ferocidade da Besta derrama-se sobre a humanidade. As guerras explodem desenfreadas e cruéis e o homem reverencia a Besta com os atos de crueldade.

Infelizes irmãos que não sabem reconhecer o Cristo como "Caminho Único" para a paz.

De fora, percebemos com clareza a loucura coletiva que domina as criaturas.

Infelizes irmãos que não sabem amar.

Zeus,

GESH, em 17/11/2006


Todos a ouvirão e sentirão sua presença

Queridos meus!

Vim e não compreendestes o sentido de minha estada entre vós.

Antes de Mim, Irmãos Amorosos vieram e pouco usufruístes das suas mensagens de amor e paz.

Após Minha passagem em corpo físico na Terra, outros vieram e mal fostes capazes de compreender-lhes as mensagens amigas.

Agora, "ela" virá e não haverá homem ou mulher sobre a Terra que não lhe compreenda a notícia.

Todos a ouvirão e sentirão sua presença mais de perto, ou mais distante, porém todos através dela refletirão na própria vida e nos caminhos traçados há milênios, percorridos sem o devido cuidado cristão.

Outros povos não Me receberam, mas o fizeram a outros Ilustres Mensageiros. Portanto, não sendo privilégio vosso, eles também se sentirão constrangidos perante a presença imposta.

Choros e gritos ecoarão e, de joelhos, render-se-ão os homens, suplicando o alívio e o fim dos seus tormentos.

A mensageira final, que não deixará dúvidas pairando nas mentes mais incrédulas, é aquela que adiamos ao máximo em enviar-vos, mas que vós por insistência nos erros, demonstraram ser imprescindível sua presença.

Quem vos chega ao final do ciclo de aprendizagem na Terra e de sua humanidade é a dor.

Ela vem seguida por seu séqüito de convulsões geográficas, mudanças climáticas e ruínas que deixarão marcas na superfície da Terra e nos corações humanos.

Só então, pobres crianças, podereis avaliar os inúmeros avisos, alertas e notícias que vos deixam os valorosos Amigos, os Elevados Irmãos.

Assim entregues à mais humilde condição, desiludidos da arrogância, vencidos pelo sofrimento, muitos dentre vós compreenderão e darão cumprimento à Lei do Progresso.

Quiséramos não fosse assim, mas assim será.

Sananda (Nome cósmico de Jesus)

Vigília/ASJ, em 11/11/2006

Obs: O GESH, ex-GER, nesta data completa 25 anos de existência. Foi fundado em 11/11/2005

Encerramos mais um ano.

E não poderíamos deixar de desejar aos nossos leitores e amigos, os mais sinceros votos de paz, amor, harmonia, saúde e alegria.

Que o nascimento de 2007 traga consigo a certeza da Presença Amorosa do Mestre Jesus em nossas vidas dando-nos a disposição, coragem e boa vontade de continuarmos lutando à Direita do Cristo. E que nossas mentes e corações se coloquem dóceis ao serviço diante da Vontade do Pai.

Um abração carinhoso para todos,

do GESH visível e "invisível"

Estaremos sempre divulgando, através dos meios disponíveis ao nosso alcance, mais esclarecimentos a respeito de nossos Irmãos Maiores de outros planetas e do Interior da Terra. Estas informações são de domínio público e podem ser copiadas, no todo ou em parte sem prévia autorização, para distribuição gratuita e desde que não seja alterado o sentido. Fica também autorizada sua tradução para qualquer idioma, para o que solicitamos apenas o envio de uma cópia para nossos arquivos e posterior divulgação. É proibida a comercialização destas informações.

Nossas obras: Pétalas de Luz; Os Extraterrestres e Nós, Vols. I e II; Cidades Intraterrenas – O Despertar da Humanidade em conjunto com a 2ª edição de Os Intraterrestres de Stelta e Missão Submarina Extraterrestre, Os Decaídos e Sua Trajetória Terrestre, Vol. I e II e Mãos Súplices por Socorro – Nos bastidores visíveis e invisíveis dos presídios.

Leia nossas obras. Novos conhecimentos transbordam. Parar, pensar, mudar.




RETORNAR ÀS MENSAGENS E DIVULGAÇÕES
ENTRE EM CONTATO CONOSCO AGORA MESMO!
Todos os direitos reservados ao Grupo Espírita Servos de Jesus | 2017
FBrandão Agência Web